O mundo, senão toda a galáxia, comemora em 25 de maio o Dia do Orgulho Nerd - ou, como muitos preferem, Dia do Orgulho Geek. A data foi estabelecida porque neste mesmo dia, em 1977, chegava às telas dos cinemas o primeiro filme da série que se transformou em um dos maiores expoentes nerd da história: o filme Star Wars.

Em 2006, a data comemorativa ganhou peso quando um grupo de cerca de 300 nerds espanhóis se organizou pela internet e saiu pelas ruas de Madri para celebrar o dia. Todos vestidos de Pacman. No dia 25 de maio também é comemorado o Dia da Toalha - uma homenagem ao autor de O Guia do Mochileiro das Galáxias, Douglas Adams. A data ganhou este nome porque, como conta a saga de Adams, a toalha é o objeto mais útil que um viajante pode carregar na mochila.

Dia do Orgulho Nerd ou Dia do Orgulho Geek?

Ser nerd ou ser geek? Eis a questão. Para Richard Clarke, autor de livros de ficção científica como Breakpoint, em entrevista ao programa de televisão The Colbert Report, a diferença é que geeks fazem acontecer. Há quem diga que a diferença é que o geek é apenas um nerd mais sociável.

Segundo o site Online Etymology Dictionary, a palavra geek surgiu no século XIX como uma variante da palavra germânica arcaica geck, que significa cacarejar e também zombar. Na acepção moderna do século XIX, a palavra foi usada para se referir aos artistas de rua que faziam apresentações excêntricas, como arrancar cabeças de galinhas e comer insetos - ou bugs - , do inglês. Daí chamar as pessoas que lidam com os "bugs" de computador de geek.

Quanto à palavra nerd, existe mais de uma possível explicação. A palavra é a sigla do laboratório de tecnologia Nothern Eletric Reasearch and Development - Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento da companhia Northern Electric, do Canadá, nos anos 1950. Outra expliçação fala que alguns alunos do MIT - Massachussets Institute of Technology - chamavam os alunos que só estudavam e não gostavam de ir às festas de "knurd", que, em inglês, tem a mesma pronúncia de "nerd". "Knurd" é a palavra "drunk" - "bêbado, em inglês - escrita ao contrário.

Hoje, no universo de apaixonados por tecnologia ou por livros, filmes e séries de televisão, por exemplo, que brinquem com temas referentes ao espaço, à física, à fantasia ou ao "inexplicável", as palavras nerd e geek funcionam mais ou menos da mesma maneira. A diferença atualmente talvez esteja no fato de que ser geek e gostar de séries como Fringe, The Big Bang Theory, Star Trek ou filmes como Matrix e O Senhor dos Anéis é bem mais descolado e bacana do que ser um nerd que passa o tempo todo estudando estes assuntos.

As homenagens e as piadas referentes ao universo geek
Existem dezenas de sites e blogs na web dedicados ao orgulho nerd, como o Deixa de Nerdice, Nerdice, Zona Nerd e I Wanna Be a Jedi, por exemplo. Eles se intitulam como um espaço para a discussão e o compartilhamento de ideias relacionadas ao mundo geek. Nesses sites, também é possível e encontrar dicas de livros e jogos voltados para o público nerd.

Há também espaço para as piadas. O Desciclopédia, por exemplo, brinca com o conceito do Dia do Orgulho Nerd e dá algumas dicas de o que fazer neste dia. Entre eles, estão "participar de uma passeata virtual no Second Life", "agradecer ao Bill Gates antes de sentar-se em frente ao computador" e "assistir a trilogia dupla de Star Wars em inglês sem legenda".

O site também brinca com os direitos e deveres de todos os nerds, como os direitos "de ter poucos (ou nenhum) amigo", "de dominar o mundo", "de não gostar de futebol ou de qualquer outro esporte" e os deveres de "se há uma discussão sobre um assunto nerd, você tem que dar sua opinião", "esperar na fila em toda noite de estreia. Se puder ir fantasiado, ou pelo menos com uma camisa relacionada ao tema, melhor ainda" e "não perder seu tempo em nada que não seja relacionado à nerdice".