O preço líquido do quilo do Açúcar Total Recuperável (ATR) da cana-de-açúcar em Alagoas fechou o mês de março em R$ 0,3484, com uma queda de -1,1% em relação ao mês anterior. Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada/ Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz/ Universidade de São Paulo (CEPEA / ESALQ / USP), o valor bruto foi de R$ 0,3566.

Em março, o indicador não conseguiu segurar a tendência de alta que vinha sendo praticada nos últimos quatro meses. Segundo a base de cálculo, fevereiro foi o mês em que o ATR apresentou o maior valor na safra 2008/2009 chegando a R$ 0,3523.  

Em março, o preço líquido da tonelada de cana padrão em Alagoas (114 kg de ATR) - a exemplo da variação negativa do ATR - também registrou queda e passou dos R$ 40,1939 para R$ 39,7490. Já o acumulado líquido (Valor Médio) da tonelada da cana padrão foi calculado em R$ 38,5282.

O ATR, que representa a quantidade do produto recuperada da matéria-prima, define o valor a ser pago pela tonelada de cana-de-açúcar e é determinado de acordo com os preços dos produtos derivados da cana. A diferença entre os valores bruto e líquido decorre de deduções legais, a exemplo de pagamentos de contribuições como o Fundo da Previdência e Assistência Social (FPAS).