Funcionários da Fundação Casa (antiga Febém) decretaram estado de greve durante uma assembleia realizaram na manhã deste sábado, de acordo com o Sitraemfa (Sindicato dos Trabalhadores em Entidades de Assistência e Educação à Criança ao Adolescente e à Família do Estado de São Paulo).

Eles reivindicam reajuste salarial de 16,32% referente à data base da categoria que é 1º de março e mais 84 itens da pauta de reivindicação, que vão desde aumento de salários a melhorias das condições de trabalho.

Porém, segundo a assessoria da Fundação Casa, a data base para o dissídio da categoria é no mês de setembro. De acordo com a Fundação, o último reajuste foi dado justamente em outubro. Além disso, não haveria justificativa para uma reivindicação desse tipo no momento, já que o reajuste acumulado nos últmos três anos ficou acima dos 18%, superior a qualquer índice de inflação.

Uma nova audiência está marcada para o dia 4 de julho para decidir se entram em greve ou não. O sindicato dos trabalhadores informa que os funcionários estão trabalhando normalmente, apesar da mobilização.