O senador Renan Calheiros, presidente do diretório estadual do PMDB, considerou o lançamento do PMDB Mulher em Alagoas, na sexta-feira à tarde, no Hotel Ritz Lagoa da Anta, uma demonstração inequívoca de que as mulheres, reconhecidamente mais sensíveis às questões sociais, estão se mobilizando com força total para ocupar seu espaço no cenário político nacional, participando efetivamente da construção de um país mais justo e menos desigual.

O lançamento do núcleo feminino do partido, que se transformou em um evento apartidário, foi prestigiado por mais de 600 mulheres e homens que, independentemente de sigla partidária, vieram de todos os municípios do Estado. O Auditório Graciliano Ramos foi pequeno para acomodá-los. Entre eles, deputados federais e estaduais, vereadores da capital e interior, prefeitos, ex-prefeitos e mulheres de todos os segmentos socioeconômico do Estado.

Coube ao vice-governador José Wanderley, na condição de tesoureiro do diretório estadual do PMDB, iniciar a solenidade dando as boas-vindas aos integrantes da mesa, à qual ele fazia parte, e ao auditório. Ele também representou sua esposa, a médica Simone Caju Wanderley, secretária-geral da comissão provisória do PMDB Mulher, que esteve ausente por motivo de viagem.

A ex-prefeita de Mar Vermelho e presidente da comissão provisória do núcleo feminino do partido, Juliana Almeida, destacou a força da mulher no colégio eleitoral do País – que representou 51,7% do universo de mais de 130 milhões de brasileiros que votaram na última eleição – e conclamou as mulheres alagoanas a dar as mãos numa grande mobilização para mudar Alagoas, mudar o Brasil.

Depois de agradecer ao senador Renan pela indicação de seu nome para comandar o PMDB Mulher nos seus primeiros passos, Juliana prometeu trabalhar para instalar núcleos femininos em todos os municípios do Estado. E disse que se sentia feliz em poder contribuir na formação de um processo político que, na sua visão, vai marcar uma nova página na história do bravo povo da Terra dos Marechais.

A vereadora Rosinha da Adefal (PT do B), que se mostrou surpresa ao ser convidada para compor a mesa representando a Câmara Municipal de Maceió, também usou da palavra e defendeu maior participação da mulher no processo político. Ela disse que tinha ido ao evento prestigiar as mulheres do PMDB e observar a estrutura montada para o lançamento de seu núcleo feminino, já que seu partido tem pretensões semelhantes.

Arapiraca

O prefeito de Arapiraca e presidente da AMA, Luciano Barbosa, outro integrante da mesa, agradeceu a participação feminina (quase 100 mulheres) de seu município na solenidade. E dirigindo-se ao senador Renan, sugeriu que eventos semelhantes àquele se multiplicassem por todo o Estado, começando por sua cidade, onde as mulheres dividem o poder com os homens na prefeitura.

A deputada Flávia Cavalcante (PMDB), que representou as mulheres do Legislativo Estadual, disse que o lançamento do PMDB Mulher em Alagoas chega como um desafio para levar o segmento feminino a entender a realidade de que elas precisam ocupar seus espaços na política. Citou como exemplo o caso da ALE, onde somente duas das 27 cadeiras pertencem às mulheres na atual legislatura.

O deputado Joaquim Beltrão (PMDB), que participou da mesa como representante da bancada alagoana na Câmara Federal, juntamente com o deputado Olavo Calheiros, seu companheiro de partido, disse que era filiado ao PMDB há 27 anos, desde o antigo MDB, e que se sentia feliz em ver um auditório repleto de mulheres para oxigenar ainda mais o partido. Parabenizou Renan e a presidente Juliana Almeida.

Dia especial

Depois da apresentação de um vídeo, a pedido da presidente nacional do PMDB Mulher, Maria Elvira, que veio participar do lançamento com a secretária-geral Regina Perondi, o senador Renan Calheiros agradeceu à presença de todos que prestigiaram o evento dizendo que àquela tarde de sexta-feira era muito especial para os que fazem o PMDB em Alagoas, por contarem agora com o núcleo feminino do partido.

“Este dia é histórico, mas não vamos parar aqui! Queremos organizar o PMDB Mulher nos 102 municípios alagoanos. É muito importante a mobilização da força feminina para continuarmos apoiando as políticas públicas do Brasil e promovermos as mudanças que consideramos urgentíssimas à construção de um país mais justo e menos desigual”, defendeu o presidente estadual e líder da bancada do PMDB.

Renan enalteceu as qualidades das mulheres que atuam na política. “Elas conseguem ter autoridade sem perder a leveza, são mais sensíveis às questões sociais, à valorização da arte e da cultura como instrumento de transformação social. E o nosso partido, que é a maior legenda do País, ciente desta realidade, tem no seu comando uma mulher, a deputada Iris de Araújo, que está à frente do PMDB nacional desde março deste ano.”

O líder do PMDB elogiou a presidente Maria Elvira e a secretária-geral Regina Perondi pela cruzada que elas realizam pelo Brasil afora para que as mulheres possam se mobilizar e avançar mais no processo político. “É necessário que a mulher participe da política partidária, esteja inserida no processo, ocupando posições de destaque e decisão, trazendo para a política o seu olhar feminino e consolidando uma cultura diferenciada”, defendeu.

O presidente estadual do PMDB destacou alguns avanços importantes na luta pela conquista da igualdade política entre homens e mulheres. Lembrou que Alagoas foi o Estado que, proporcionalmente, elegeu o maior número de mulheres no país. “Mas ainda há muito a fazer para melhorar a condição feminina, sua dignidade sexual, a garantia dos seus direitos e de suas conquistas”, concluiu o senador.

País igualitário

A ex-prefeita de Feliz Deserto e ex-presidente da AMA, Roseana Beltrão, também conclamou toda a força feminina de Alagoas a ajudar na mobilização para tornar o Brasil mais igualitário, mais feliz. Apesar de pertencer hoje a outra sigla partidária, o PDT, a ex-prefeita parabenizou o PMDB pelo espaço que está abrindo para que a mulher alagoana possa lutar por uma sociedade mais justa.

“O que estamos presenciando neste auditório é exatamente a política com a qual nós sonhamos, com muitos homens presentes”, disse, por sua vez, a secretária-geral do PMDB Mulher Nacional, Regina Perondi, admirada com tanta participação masculina em um evento feminino. Ela pediu o empenho dos dirigentes estaduais do partido para que o núcleo feminino chegue pelo menos a 20 municípios até o mês de novembro.

O lançamento do PMDB Mulher Alagoas foi encerrado pela presidente nacional Maria Elvira. Ela fez um breve relato das conquistas das mulheres nas últimas décadas, mas, da mesma forma que o senador Renan, disse que ainda há muito que se conquistar e que as mulheres precisam dar a volta por cima, levantar a bandeira partidária, discutir os desafios que enfrentam e partir para uma verdadeira revolução.

“Não importa as cores partidárias, o que importa é que você, mulher alagoana, traz dentro de si um sonho de ver o Brasil Melhor. A democracia necessita de nós mulheres na política, e o caminho para isso passa pela nossa participação em associações, entidades de classes, em clubes de mães, em fim, em todos os segmentos onde podemos plantar a semente da cidadania”, reforçou Maria Elvira.

A presidente nacional do PMDB Mulher, empresária do setor de educação e ex-deputada federal por Minas Gerais, confessou sua alegria de estar em Alagoas. Agradeceu a forma carinhosa como foi tratada em cada lugar em que esteve e concluiu fazendo um apelo para que cada mulher presente à solenidade assumisse o compromisso de participar da luta para levar o país a retomar o caminho histórico do PMDB, buscando assim um Brasil melhor para todos.