O superintendente da Policia Federal em Alagoas, José Pinto de Luna, recebeu hoje pela manhã (27) o título de cidadão honorário de Maceió, na faculdade Integrada Tiradentes, no bairro de Cruz das Almas, onde funciona a Câmara de vereadores provisoriamente. Várias autoridades compareceram para prestigiar Luna.

O vereador pastor João Luiz (DEM) autor da homenagem, durante seu discurso falou um pouco da história de vida e profissional do delegado federal. “Teve um dia que o Pinto de Luna, chegou à igreja aí eu pensei: Será que estou preso? Essa é uma forma de reconhecimento, Luna é tão alagoano talvez mais do que nós”, disse o vereador.

Os vereadores Alan Balbino e Heloisa Helena usaram a tribuna para parabenizar o homenageado. “Não se pode pensar em aposentadoria agora e sair velejando por esse país a fora. Vossa excelência tem muito a fazer para a sociedade”, discursou Balbino.

A ex-senadora Heloisa Helena aproveitou a ocasião e adiantou. “A Câmara vai solicitar ao Ministério da Justiça que sejam abertos outros processos investigatórios tendo como base o trabalho da Polícia Federal”, frisou.

No discurso, o delegado Pinto de Luna agradeceu as homenagens. “Deus vem para por limites na vida da gente. Não é soberba, tive que escolher entre advocacia e a polícia federal. Eu gostava de polícia, polícia na veia”, lembrou.

Explicou também que recebeu uma voz do além. “Escutei uma voz: Luna, te farei grande entre os grandes. Estou hoje aqui entre os grandes: Presidente da Câmara, Juízes Federais e Presidente do TJ”. Esse título não é para mim, e sim para todos os colegas que me escolheram como maestro”, finalizou Luna.

Participou da homenagem a Presidente do TJ Elizabeth Carvalho, Deputado Jeferson Morais representando Assembleia Legislativa, Tenente Coronel do Exército Cristiano Sampaio, Capitão dos Portos Carlos Henrique e Superintendente da Polícia Rodovia Federal Gibson Magalhães.