Juízes concedem liminares para prefeitos não pagarem conta de luz

  • carlinhos
  • 27/05/2009 08:15
  • Maceió

Depois do anúncio da Compainha Energética de Alagoas (Ceal) de que cerca de 30 prefeituras alagoanas teriam a energia elétrica suspenas ou cortada por estarem devendo vários meses, teve início uma avalanche de pedido de liminares aos juízes das comarcas do interior suspendendo o corte que estava programado para o próximo dia 03 de junho. E o pior de tudo, os prefeitos estão conseguindo.

O Cadaminuto apurou que a prefeitura de Limoeiro de Anadia foi a 11° a apresentar uma liminar concedida pelo juíz Alexandre Machado de Oliveira na cidade de Arapiraca.

Na sua decisão, o magistrado usou como argumento que o atual prefeito Marlan não poderia ser responsabilizado por débitos anteriores. O que o juíz não mencionou é o fato de que, segundo o que foi apurado pelo Cadaminuto, o atual prefeito não pagou sequer uma única conta desde que assumiu.

Sabendo da movimentação dos prefeitos a Assembleia Legislativa, que teve recentemente os telefones cortados pela falta de pagamento, também não honrou a parcela da renegociação da dívida existente com a Ceal. De acordo com o que foi apurado, apenas uma parcela deste débito que foi negociado pelo procurador Marcos Guerra foi paga.

O pior é que a Assembléia teria nomeado o deputado Marcelo Victor para fazer uma nova negociação, deputado este que está sendo processado pela própria Ceal após agredir com uma coronhada um técnico que teria ido cortar a energia de sua residência após ter descoberto um "gato".

A assessoria da Ceal não quis falar sobre o assunto.