Mais de 2.000 passageiros de um navio de cruzeiro foram colocados em quarentena, que vai durar uma semana, depois que oitos passageiros e membros da tripulação foram diagnosticados com gripe suína, informaram as autoridades australianas.

"Pedimos a todas as pessoas que estavam a bordo do navio que ficassem isoladas durante uma semana", anunciou Kerry Chant, diretor de Saúde do estado de Nova Gales do Sul, depois da chegada a Sydney, segunda-feira, do navio "Dawn Pacífico".

Duas crianças com menos de cinco anos viajavam no navio deram resultado positivo para o vírus A (H1N1) da gripe suína em Sydney na segunda, ao fim de um cruzeiro pelo Pacífico Sul.

Um membro da tripulação e um passageiro adulto foram diagnosticados nesta terça-feira, assim como outras cinco pessoas que viajaram no navio, no estado de Queensland.

Os passageiros permanerão no cruzeiro ou em um hotel.