Subiu de 45 para 49 o número de mortes provocadas pelas chuvas em ao menos oito Estados brasileiros, segundo balanço divulgado nesta segunda-feira pela Sedec (Secretaria Nacional de Defesa Civil), do Ministério da Integração Nacional.

De acordo com o balanço, o Nordeste e o Norte do país são as áreas mais afetadas pelas enchentes. Somente no Ceará, 17 pessoas morreram em decorrência das chuvas e deslizamentos. A situação é crítica também no Maranhão, com 12 mortes; seguido de Bahia (7), Alagoas (7), Paraíba (2), Sergipe (2), Pernambuco (1) e Santa Catarina (1).

Subiu também o número de pessoas que tiveram de deixar suas casas em decorrência das chuvas. De acordo com o órgão, mais de 408 mil pessoas estão fora de suas residências --até a última sexta-feira (22) eram 379 mil.

Deste total, 281.350 pessoas estão desalojadas --hospedadas com amigos ou familiares--; e 127.503 desabrigadas, ou seja, tiveram de deixar suas casas e dependem de abrigos públicos.

Os danos causados pelo excesso de chuva atingiram 429 municípios localizados em 12 Estados: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe, Amazonas, Pará e Santa Catarina.

Apesar de o Ceará registrar o maior número de mortes, o Maranhão é o Estado com o maior número de municípios atingidos (106), seguido pelo Ceará (86), Piauí (41), Rio Grande do Norte (30), Paraíba (30), Pernambuco (17), Bahia (11), Sergipe (8) e Alagoas (5).

Somente no Maranhão, há 98.794 desalojados e 49.300 desabrigados. No Ceará, são 40.187 desalojados e 26.598 desabrigados. Na Bahia, o número de pessoas desalojadas chega a 5.436 e de desabrigados, 2.188. No Piauí e no Rio Grande do Norte, foram registrados 91.634 e 9.142, respectivamente, entre desabrigados e desalojados. Na Paraíba, são 5.762 desalojados e 1.488 desabrigados. Em Pernambuco, existem 1.188 pessoas que estão desabrigadas ou desalojadas. Em Sergipe, a chuva deixou 572 desabrigados e 246 desalojados. Em Alagoas, 546 ficaram desalojados e 449, desabrigados.

Na região Norte, é no Estado do Amazonas onde se encontra o maior número de municípios atingidos, 50, com 55.162 pessoas desalojadas e 10.336 desabrigadas. No Estado do Pará são 35 municípios atingidos pela chuva com 6.275 desabrigados.

Em Santa Catarina, os danos causados pela chuva atingiram 10 municípios e uma população de 3.550 pessoas, deixando 3.333 desalojados e 217 desabrigados.