O Corpo de Bombeiros já removeu para o Instituto Médico Legal (IML) de Porto Seguro (BA) os corpos de oito das vítimas do acidente com o bimotor King Air B350, prefixo PR-MOZ. O acidente ocorreu por volta das 21h de ontem (22), no litoral sul da Bahia, entre as vilas de Trancoso e Arraial D´Ajuda, próximo a Porto Seguro.

Os corpos já localizados foram levados ao Instituto Médico Legal (IML) de Porto Seguro. Após o fim dos trabalhos de busca, eles deverão ser encaminhados para o IML de Salvador, onde, se necessário, será possível realizar exames de DNA para identificar as vítimas.

A empresa responsável pela aeronave ainda não divulgou os nomes e o número exato de vítimas. O bimotor tem capacidade para 11 passageiros, mas é possível que, além da lotação máxima, quatro crianças estivessem a bordo, viajando no colo de adultos. Segundo a assessoria do Departamento Estadual de Polícia Técnica, depoimentos de familiares das vítimas colhidos pela Polícia Civil reforçariam esta hipótese.

O avião explodiu ao chocar-se contra o solo, a cerca de 200 metros da cabeceira da pista, quando estava prestes a pousar no aeroporto do Condomínio Terravista, um empreendimento turístico e imobiliário que reúne campo de golf, condomínios residenciais e três hotéis de luxo.

Antes do pouso, a tripulação da aeronave fez contato com o Controle Aéreo de Porto Seguro e com a rádio do aeroporto, informando ter condições visuais para pousar no aeródromo. Segundo a assessoria do empreendimento, até a colisão, os controladores de voo do aeroporto não notaram qualquer problema enquanto monitoravam a aterrissagem.