No encerramento do 5º Congresso Brasileiro de Soja, em Goiânia, ontem (22), o ministro de Assuntos Estratégicos, Mangabeira Unger, destacou a agricultura, considerada por ele a principal atividade produtiva do país, como o enorme potencial de crescimento do Brasil, e fez comparações com os demais componentes do chamado BRIC: Rússia, Índia e China.

 

“Ao contrário de China e Rússia, temos uma democracia, falha, mas temos. Ao contrário da Índia, temos unidade nacional. Ao contrário dos três, não temos inimigos, e gozamos de uma simpatia universal”, disse o ministro.

 

Segundo ele, o que falta para o país é traduzir essas “enormes vantagens” e um “caminho nacional”. Umas das formas pregadas por Mangabeira é usar o poder do Estado para “instrumentalizar”, em suas palavras, o empreendedorismo e a criatividade da sociedade brasileira.

 

Em relação ao Mercosul, o ministro disse a grande fragilidade do bloco econômico é que não foi organizado em torno de uma estratégia comum de desenvolvimento. Ao contrário da União Européia, na opinião de Mangabeira, os países membros do Mercosul não sabem qual o modelo e a estratégia a ser seguida em conjunto.

 

“O Mercosul é um corpo sem espírito”, comentou Mangabeira.