A Polícia Civil da Bahia iniciou ontem paralisação de três dias para reivindicação de reajuste salarial. Segundo a assessoria da corporação, apenas 30% do efetivo estão trabalhando.

 

Esta é a segunda paralisação do mês. Nos dias 11, 12 e 13, 99% dos agentes aderiram ao movimento, segundo o Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia (Sindpoc). Os policiais querem tratamento igual ao dos delegados, que receberam reajuste de 70%.

 

Os agentes devem voltar ao trabalho às 8h do próximo sábado. Se não houver acordo com o governo, está marcada para os dias 27,28 e 29 de maio uma nova paralisação.