Eventos

Rita Cadillac, Geisy Arruda e Vanusa se acabam em noitada paulistana

1275397978041412130exh00

A cantora Vanusa, a ex-chacrete Rita Cadillac e a estudante Geisy Arruda movimentaram a noitada paulistana neste fim de semana. O trio animou a festa "Fora do Perfil", que aconteceu no hotel Cambridge, no centro de São Paulo.

 

No set list de Geyse, que brincou de DJ, estava a música "Single Ladies". Já Rita Cadillac fez uma performance ousada de "É bom para o moral", com um vestido transparente. Vanusa, que também esteve na cabine do DJ, ouviu pedidos para cantar o Hino Nacional, em alusão ao episódio em que errou a letra durante um evento oficial.

 

Prazo para inscrição da 8ª Mostra Alagoana de Dança termina sexta

Divulgação 1274725670dsc04261

A cultura manifesta-se nas mais diferentes linguagens. Como forma de incentivar essa diversidade, o governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), lançou recentemente dois editais e ainda abriu espaço para a participação na 8ª Mostra Alagoana de Dança. Mas é importante ficar atento aos prazos.

Termina, nesta sexta-feira (28), o período de inscrição para o edital do Registro do Patrimônio Vivo (RPV). Os candidatos têm que ser alagoanos ou residirem no Estado há pelo menos 20 anos. Deve ser comprovada também a prática de atividades culturais há também duas décadas.

Os interessados devem comparecer à Superintendência de Identidade e Diversidade Cultural – sede da Secretaria da Cultura, que fica na Praça Mal. Floriano Peixoto, Centro da capital, das 8h às 17h.

Este ano, serão reconhecidos mais três nomes, de acordo com a lei estadual nº 6.513, de 22 de setembro de 2004, que trata sobre o RPV. Os artistas têm direito a uma bolsa de incentivo repassada mensalmente pelo governo de Alagoas, via Secult, no valor de R$ 500.

Festival – A participação na 8ª Mostra Alagoana de Dança deve ser garantida até 18 de junho. O formulário está disponível no site www.cultura.al.gov.br ou na sede da Secult, na Superintendência de Fomento e Apoio à Produção Cultural.

Poderão participar do festival, que acontecerá entre os dias 24 de julho e 6 de agosto: escolas de dança, grupos profissionais ou amadores, bailarinos residentes em Alagoas. A idade mínima é de 10 anos, com autorização dos pais ou responsáveis. A finalidade do evento é integrar os participantes das variadas modalidades, além de estimular a prática e o crescimento dessa arte no Estado.

A terceira oportunidade na área da cultura é o edital de Incentivo à Produção Audiovisual, que vai investir R$ 75 mil na criação de cinco curtas-metragens de 7 a 15 minutos. “Por meio do edital, destinaremos R$ 15 mil para cada um dos filmes produzidos. Esses recursos são provenientes do Fundo de Desenvolvimento de Ações Culturais”, revelou o secretário de Estado da Cultura, Osvaldo Viégas.

III Arraiá dos Seresteiros da Pitanguinha abre os festejos juninos em Maceió

Divulgação 1274384930seresteiros 011

Tradição, atrações da autêntica cultura nordestina, comidas típicas e diversão para toda a família. Pelo terceiro ano consecutivo o Pavilhão de Feiras e Eventos do Centro de Convenções vira palco do Arraiá dos Seresteiros da Pitanguinha.

 

E na preparação para este grande dia os seresteiros não poupam esforços. Ensaiam todas as segundas, quintas e sábados em sua sede, das 19h30 às 21h30 (no bairro da Pitanguinha) e no sábado às 19h levam a alegria do forró para o Maceió Shopping.

 

Este ano o Arraiá acontecerá no dia 29 de maio (sábado), e trará como atrações: Seresteiros da Pitanguinha, o cantor e compositor pernambucano Nando Cordel e o mestre Chau do Pife. Os shows acontecem em área de 3 mil quadrados inteiramente decorada, com inspiração em festas do interior.

 

Mesas e individuais já estão à venda o stand Sue Chamusca – Maceió Shopping - Térreo. Informações: 3235-5301 / 9925-7299 / info@chamusca.com.br e WWW.chamusca.com.br.

 

 

Os Seresteiros são antigos conhecidos do público alagoano. Há mais de 16 anos eles vêm desenvolvendo um trabalho de resgate do cancioneiro popular brasileiro, incluindo choros, sambas, modinhas. O tradicional Baile de Máscaras realizado em parceira com nosso escritório, acontecerá pela oitava vez em janeiro de 2011. O projeto do Arraiá é mais recente. Tem apenas 3 anos mas já conquistou a simpatia e o apoio de quem gosta de boa música e sabe a importância de se manter vivas as tradições do Nordeste.

 

O grupo já está mais do que animado ensaiando novo repertório recheado de muito forró, baião, xote e xaxado. Composições de Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Jackson do Pandeiro, Gordurinha, Jacinto Silva, Tororó do Rojão, Ary Lobo, Elino Julião, Luiz Wanderley, Zito Borborema, Flávio José e outros grandes nomes da música nordestina fazem parte do roteiro musical do grupo. O grande sanfoneiro Tião Marcolino é presença garantida na apresentação dos Seresteiros.

 

Chau do Pife - é um dos músicos mais talentosos e respeitados em Alagoas. Batizado com nome de José Prudente de Almeida, aprendeu a cantar com os passarinhos e há 3 décadas vem dedicando sua vida à música. Autodidata, para construir as suas composições busca inspiração na infância em Atalaia (interior de Alagoas), no seu cotidiano e na fé em Deus.

 

Tem 3 Cds lançados: Memória dos Pássaros, Ninguém Anda Sozinho e no ao vivo Chau no Capricho, que integra a coleção “Música Popular Alagoana”. Chau é um dos artistas mais queridos do Estado. Com talento e simpatia consegue conquistar fãs de todas as idades e tribos. No II Arraiá dos Seresteiros promete não deixar ninguém parado ao soltar os primeiro acordes do seu inseparável pífano.

 

Serviço:

• Ensaios dos Seresteiro para o Arraiá

Segundas e quintas das 19h30 às 21h30

Onde: na sede da Serenata da Pitanguinha (bairro da Pitanguinha)

 

• Apresentações no Maceió Shopping

Sábado das 19h às 20h.

 

• III Arraiá dos Seresteiros da Pitanguinha

Onde: Pavilhão de Exposições do Centro de Convenções de Maceió – Rua Celso Piatti , S//N – Jaraguá

Quando: dia 29 de maio – sábado – a partir das 21h

Atrações: Seresteiros da Pitanguinha, Nando Cordel e Chau do Pife

Ingressos: mesa para 4 pessoas R$ 260,00 e R$ 240,00 / individuais: R$ 60 (inteira) e R$ 30,00 (meia-entrada)

Vendas: stand Sue Chamsuca – Maceió Shopping – térreo

Info: 3235-5301 / 9925-7299 / info@chamusca.com.br e www.chamusca.com.br

Espaço Cultural Linda Mascarenhas apresenta “Os infortúnios de uma criança"

1274204987desgraaas

Como parte das ações comemorativas do aniversário da grande dama do teatro alagoano Linda Mascarenhas, o Espaço Cultural Linda Mascarenhas, integrante do Instituto Zumbi dos Palmares, é palco do espetáculo "Os infortúnios de uma criança", uma tragicomédia ao estilo de Martins Pena, que entra em cartaz neste sábado (22) às 20h.

 

Com direção e adaptação de Marco Antonio de Campos e design de luz, adereços e maquiagem de Arnaldo Ferju, o espetáculo pretende aproximar o público jovem das produções da Associação Teatral das Alagoas (ATA), instituição reconhecida de Utilidade Pública Estadual e Municipal, que em 2010 comemora 55 anos de existência.

 

Com o elenco formado por Petrúcio Trindade, Lindianne Heliomarie, Bruno Omena, Cícero Rosa e Monique Dantas, a peça parte do universo de uma típica família carioca de meados do século XIX. De forma satírica e bem humorada, “Os infortúnios de uma criança” conta as trapalhadas e investidas do Sacristão Manuel Igreja pela viúva Ritinha, filha de um rico militar reformado, Senhor Abel, que por sua vez encontra-se apaixonado por Madalena, ama de seu neto Lulu. Instantes antes da Missa do Galo, Madalena deixa seu namorado, o Soldado Pacífico, tomando conta do bebê, acontecendo a partir daí todas as desventuras deste enredo.

 

A iniciativa é uma realização da Associação Teatral das Alagoas em parceria com o Instituto Zumbi dos Palmares por meio do Projeto Linda de Teatro, com o apoio da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, da Secretaria de Estado da Cultura, da Universidade Federal de Alagoas e da Fundação Municipal de Ação Cultural.

 

 

SOBRE O AUTOR

 

Patrono da Academia Brasileira, Luís Carlos Martins Pena (Rio de Janeiro, 05 de novembro de 1815 — Lisboa, 07 de dezembro de 1848) foi dramaturgo, comediógrafo, diplomata e introdutor da Comédia de Costumes no Brasil, tendo sido considerado o “Molière brasileiro”. É um dos principais precursores do Romantismo no Brasil e um dos primeiros autores a retratar o processo de urbanização no século XIX.

 

Sua obra caracterizou pioneiramente, com ironia e humor, as graças e desventuras da sociedade brasileira e de suas instituições. O teatrólogo faleceu ainda jovem, aos 33 anos, de tuberculose, e deixou cerca de 30 peças. Seus textos ainda hoje apontam os rumos e a tradição trabalhados no teatro brasileiro.



SOBRE A ATA

 

Fundada pela atriz e feminista Linda Mascarenhas, a Associação Teatral das Alagoas montou, em meio século, cerca de 70 peças, sendo 53 espetáculos teatrais entre infantil e adulto, inúmeras performances e intervenções, e 18 espetáculos educativos e para empresas. Nestes anos acolheu mais de 100 associados em suas montagens, formando muitos atores, dramaturgos, cenógrafos, técnicos, artistas, professores de teatro e um grande público cativo.


 

Caruaru se prepara para receber 2 milhões de turistas no São João

Divulgação 1274191820foto

A 130 km do Recife, Caruaru, capital do Agreste pernambucano, se orgulha de ter um São João superlativo onde tudo é maior: a festa, as comidas típicas à base de ingredientes locais, o número de atrações e até mesmo a quantidade de dias de festa. No total, a celebração do ciclo junino se estende por 30 dias (28 de maio a 29 de junho), uma oportunidade imperdível para aqueles que são fãs do mais nordestino dos ritmos – o forró - ou para quem quer fazer uma imersão na cultura local.

Em 2010, são esperados dois milhões de visitantes durante os 30 dias de festa. No período, uma maratona de mais de 400 atrações irá se dividir em cinco polos de animação que contemplam as mais variadas manifestações do forró: pé-de-serra, bandas de pífanos, trios de zabumba-sanfona-triângulo, quadrilhas juninas, festival de sanfoneiros e atrações de porte nacional que se dedicam ao tema como Elba Ramalho, Gilberto Gil, Dominguinhos, Alceu Valença e Zé Ramalho.

Neste ano, destaque também para o Maior Baião do Mundo, um grande encontro que acontecerá no palco principal no dia 23 de junho com os cantores Zélia Duncan, Lenine, Paulinho Moska, Luiza Possi, Ortinho e Junio Barreto.

Além das atrações musicais, Caruaru se transforma em um verdadeiro celeiro cultural e gastronômico no período da festa. Os polos de animação contemplam todos os públicos: do infantil ao adulto. Confira abaixo a infraestrutura e algumas das principais atrações.

Polo Cultural da Estação Ferroviária- Arraial Mestre Vitalino

Situado no coração de Caruaru, irá agregar 14 espaços como museus, São João do Carneirinho (para crianças, com cidade cenográfica infantil e parque temático de diversões); Salão de artes plásticas, Casa Mestre Vitalino, Galpão da Moda Junina e pólos de gastronomia e cultura popular.

 

Polo Parque de Eventos Luiz Gonzaga

O espaço abriga a Vila e o Pátio do Forró, onde acontecem os shows que irão animar o público. Na Vila, o mais autêntico forró-pé-de-serra com casamentos matutos. O Pátio, por sua vez, tem capacidade para receber mais de 100 mil pessoas e é lá que acontecerão mais de 400 apresentações nos 30 dias de festa. vai contar com estrutura de palco giratório

Polo Alto do Moura – o local é considerado o maior centro de arte figurativa da América Latina pela UNESCO devido à grande quantidade de ateliês que se dedicam às esculturas de barro, além de ser um polo gastronômico. Aqui haverá apresentações de trios pé-de-serra e bandas de pífano e os ateliês dos artistas estarão abertos durante os 30 dias de festejos

Polo Forró do Candieiro – Consiste em um enorme arraial popular montado dentro do Pátio de Eventos com estrutura de palco, som e luz. Aqui se apresentam artistas locais que valorizam a cultura da região e o autêntico forró;

Polo das Quadrilhas – espaço dedicado aos grupos do Estado e da Região Nordeste que vêm à cidade de Caruaru mostrar suas performances. As apresentações acontecem em vários locais como o Alto do Moura e a Estação Ferroviária.

As atrações – A grade musical da festa contempla os públicos jovem e adulto, mas valoriza a tradição do forró. Entre os nomes confirmados a cantora Elba Ramalho abre a festa, no dia 28 de maio. Os cantores Zé Ramalho e Alceu Valença são outros dos nomes confirmados ao lado de bastiões do forró como Quinteto Violado, Geraldinho Lins, Alcimar Monteiro, Santana e Maciel Melo, entre outros. Os shows acontecem a partir das 17h nos sábados e a partir das 20:30h nas quintas, sextas e domingos.

Rede Hoteleira – Caruaru conta com uma estrutura de 25 hotéis e pousadas para receber os turistas. Confira algumas das opções:

Hotel Central de Caruaru - http://hotelcentralcaruaru.com.br/v1/

Rua Vigário Freire, 71 – N. Sra das Dores

Fone: (81) 3721-5880

Caruaru Park Hotel - http://www.caruaruparkhotel.com.br/

Rodovia BR-232 Km 128 S/N, Caruaru-PE
Fone: (81) 3722-9191

Hotel Village Caruaru - http://www.hoteisvillage.com.br

Rodovia BR 232 - Petrópolis

Fone: (81) 3722 5544

Agreste Water Park - http://www.agrestewaterpark.com.br/

BR-232, KM 138

Fone (81) 3723.2487/ (81) 9678.9932

Maysa Plaza Hotel - http://www.maysaplazahotel.com.br

Rua Teófilo Dias, 93 – Maurício de Nassau, Caruaru

Fone (81) 2103.1947

Programação

28 de Maio

20:30 Forró Quentão

22:30 Targino Gondim

00:30 Elba Ramalho

03:00 Território Nordestino

29 de Maio(Sábado)

18:00 Cavaleiros do Forró (matinê)

20:30 Camarão

22:30 Flávio José

00:30 Silvério Pessoa

02:30 Sirano e Sirino

30 de Maio (Domingo)

20:30 Zabumba Bacamarte

22:30 Heleno dos oito Baixos

00:30 Brucelose

31 de Maio (Segunda)

20:30 Banda Caruforró

01 de Junho (Terça)

20:30 Banda Forró cigano

22:00 Banda Matutos do Forró

02 de Junho (Quarta)

20:30 Léo Domingos

22:00 Adauto Ferreira e Tropeiros do Forró

03 de Junho (Quinta)

20:30 *PROGRAMAÇÃO RELIGIOSA

04 de Junho (sexta)

20:30 Joana Angélica

22:30 Santanna

00:30 Genaro e Walquiria

02:30 Magnificos

05 de Junho (Sábado)

18:00 Forró do Muído (matinê)

20:30 Banda Alternativa

22:30 Assisão

00:30 Erisson Porto

02:30 Alceu Valença

06 de Junho (Domingo)

20:30 Rogéria

22:30 Waldonys

00:30 Dominguinhos

07 de Junho (Segunda)

20:30 Banda Topázill

08 de Junho (Terça)

20:30 Banda Pingo Dágua

09 de Junho (Quarta)

20:00 *FESTIVAL DE BANDAS E FANFARRAS NO FORRÓ

10 de Junho (Quinta)

20:30 Élida e Banda

22:30 Humberto Bony

00:30 Cristina Amaral

11 de Junho (Sexta)

20:30 Renilda Cardoso

22:30 Amazan

00:30 Mastruz com Leite

02:30 Banda do Batista

12 de Junho (Sábado)

18:00 Forró dos Plays (matinê)

20:30 Flávio Leandro

22:30 Geraldinho Lins

00:30 Gilberto Gil

02:30 Limão com Mel

13 de Junho (Domingo)

20:30 Fábio Carneirinho

22:30 Ítalo e Reno

00:30 Alcimar Monteiro

14 de Junho (Segunda)

20:30 Banda Fogo e Forró

15 de Junho (Terça)

20:30 Banda Cheiro da Terra

16 de Junho (Quarta)

20:00 *FESTIVAL DE BANDAS E FANFARRAS NO FORRÓ

17 de Junho (Quinta)

20:30 Marlene do Forró

22:30 Jailson Rosseti

00:30 Arreio de Ouro

18 de Junho (Sexta)

20:30 Chá de Zabumba

22:30 Herbert Lucena

00:30 Banda Flor de Mandacarú

02:30 Mel com Terra

19 de Junho (Sábado)

18:00 Chiclete com Banana (matinê)

20:30 Soxote Á

22:30 Petrúcio Amorim

00:30 Banda Pinga Fogo

02:30 Cavalo de Pau

20 de Junho (Domingo)

20:30 Didi Caruaru

22:30 Dudu do Acordeon

00:30 Zé Ramalho

02:00 Flávia Wenceslau

21 de Junho (Segunda)

20:30 Banda Boneco de Barro

22 de Junho (Terça)

20:30 Rosimar Lemos

22:30 Savinho

00:30 Fabiana Pimentinha do Nordeste

23 de Junho (Quarta)

20:30 Israel Filho

22:30 Nando Cordel

00:30 Maior Baião do Mundo (PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS DE : ZÉLIA DUNCAN, LENINE, PAULINHO MOSKA, LUIZA POSSI e ORTINHO E JUNIOR BARRETO)

02:30 Amigos Sertanejos

24 de Junho (Quinta)

20:30 Totonho

22:30 Maciel Melo

00:30 Capim com Mel

02:30 Quenga de Coco

25 de Junho (Sexta)

20:30 Os Bianos

22:30 Paulinho Leite

00:30 Renovação Nordestina

02:30 Jorge de Altinho

26 de Junho (Sábado)

20:30 Almério

22:30 Nordestinos do Forró

00:30 Elifas Jr.

02:30 Eliane

27 de junho (Domingo)

20:30 Cacimba de Aluá

22:30 Trio Nordestino

00:30 Novinho da Paraíba

28 de Junho (Segunda)

18:00 Calcinha Preta (matinê)

20:30 Gilvan Neves

22:30 Valdir Santos .

00:30 Adelmário Coelho

02:30 Irah caldeira

29 de Junho (Terça)

18:00 Aviões do Forró (matinê)

20:30 Valmir Silva

22:30 Josildo Sá

00:30 Calango Aceso

Sesc Alagoas promove Semana do Meio Ambiente

Ilustração 1274104118sesc

Segundo o Dicionário Aurélio da língua portuguesa, poluir significa manchar, corromper, sujar. A reciclagem é vista pelos ambientalistas como uma alternativa eficaz para diminuir o lixo acumulado no planeta. Mas antes de reciclar, que tal evitar o descarte de materiais inorgânicos na natureza, a exemplo do plástico, que demora mais de 100 anos para se decompor? Para levar à sociedade informações ambientais, o Sesc Alagoas, em parceria com o shopping Pátio Maceió, promove a Semana do Meio Ambiente, que acontece de 30 de maio a 5 de junho, no Pátio Maceió, Tabuleiro.


Um dos destaques da programação é uma exposição com obras de arte produzidas no projeto Ateliê Sesc Aberto à Comunidade, que conduz as pessoas a espaços e momentos atípicos no dia-a-dia, produzindo arte e reciclando. Criado em 2004, o Ateliê Sesc viabiliza o acesso gratuito de crianças, adolescentes e adultos de baixa renda à atividades artísticas, através de oficinas com artistas plásticos alagoanos, ministradas em seus próprios ateliês.


Além da exposição, o estande do Sesc irá oferecer material informativo sobre meio ambiente e a oportunidade de votação numa enquete sobre meio ambiente. Os votantes receberão um brinde.
No Brasil, os dados sobre reciclagem do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE que retratam a proporção de material reciclado de algumas matérias-primas industriais (latas de alumínio, papel, vidro, embalagens PET e latas de aço) são animadores. O Brasil é recordista mundial em reciclagem de latas de alumínio (89% em 2003, contra 50% em 1993). A reciclagem de papel subiu de 38,8% em 1993 para 43,9% em 2002. Já em coleta seletiva de lixo os indicadores mostram números incipientes no País. Somente 2% do lixo produzido no Brasil é coletado seletivamente. Apenas 6% das residências são atendidas por serviços de coleta seletiva, que existem em apenas 8,2% dos municípios brasileiros.


Segundo o representante da Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (Slum), Ernande Baracho, Maceió produz 1.400 toneladas de lixo por dia. O que fazer com esse lixo? Como transformar esse lixo em geração de emprego e renda? A Semana do Meio Ambiente convida à reflexão. Para isso, as obras de arte produzidas ao longo dos seis anos do projeto Ateliê no Sesc, a partir de caixas e latas doadas pelos funcionários da instituição, passaram por uma seleção rigorosa. Entraram na exposição obras que provocam os visitantes a pensar sobre a autodestruição do homem, através das agressões ao meio ambiente.

SERVIÇO
Semana do Meio Ambiente
Período: 30 de maio a 5 de junho
Local: Shopping Pátio Maceió (Av. Menino Marcelo, 3.800 – Tabuleiro dos Martins – Maceió – AL.)
Hora: 10h às 22h
Obs.: haverá atendimento ao comerciário, trabalhador do Shopping Pátio, para confecção de carteiras do Sesc
Mais informações: 0800 284 2440


 

Veja o mapa da Virada Cultural 2010

Em 2010, a Virada Cultural de São Paulo está inflada. Com orçamento de R$ 8 milhões, o evento que começou em 2005 atinge seu auge em território e diversidade. Sim, o rap continua fora da programação e a reforma do Teatro Municipal inviabilizou o bem-sucedido projeto de álbuns clássicos ao vivo, mas nesta edição a festa procura fôlego nos palcos cada vez mais espalhados pelo Centro e nas atrações internacionais. A maratona começa às 18h de sábado (15), ao som dos cubanos Barbarito Torres e Ignacio Mazacote, do grupo Buena Vista Social Club, e segue pela noite, madrugada,manhã e tarde, sem parar, até às 18h de domingo. Navegue no mapa pelos destaques da festa e confira na sequência as pérolas da programação.

Praça Júlio Prestes
Av. Duque de Caxias, próximo à Sala São Paulo

18h: Barbarito Torres e Ignacio Mazacote (Cuba)
21h: Zélia Duncan
00h: Céu
03h: Living Colour (EUA)
06h: Instituto + Z'África Brasil
09h: Palavra Cantada
12h: Toquinho
15h: ABBA - the Show (Suécia - Inglaterra)
18h: Cantoria - Elomar, Xangai, Vital Farias e Geraldo Azevedo

Além da abertura com os músicos cubanos, o principal palco da Virada traz duas cantoras, uma com maior apelo popular (Zélia Duncan) e outra com carreira ascendente no exterior (Céu). Velho conhecido do público brasileiro, a banda norte-americana Living Colour deve reunir fãs fiéis na madrugada ao som de seu último álbum, The Chair in the Doorway (2009), assim como o Instituto acompanhado do Z'África Brasil, únicos expoentes da música negra na programação. À tarde, é a vez de uma homenagem ao grupo ABBA, mas não se engane com a propaganda de que a formação tem "dois membros originais": são apenas músicos de estúdio do quarteto. A Virada se despede com a rara chance de ver Geraldo Azevedo, Elomar, Xangai e Vital Farias recriarem o aclamado álbum Cantoria, de 1984.

Praça da República
Próximo à av. Ipiranga, virado para a Rua do Arouche

19h: Paulo Vanzolini
21h: Nelson Sargento
23h: Baile do Simonal - Simoninha e Max de Castro
01h: Jair Rodrigues
03h: Elza Soares e Sandália de Prata
05h: Orlandivo e Clube do Balanço
07h: Terreirão do Sobral
09h: Almir Guineto
11h: Reinaldo, o Príncipe do Pagode
13h: Leandro Sapucahy
15h: Arlindo Cruz
17h: Germano Mathias e Dicró

Dedicado ao samba, começa com veteranos e expoentes do gênero, arranjando espaço para um tributo à bossa de Wilson Simonal, levado a cabo pelos filhos Simoninha e Max de Castro. O domingo traz o samba contemporâneo de Arlindo Cruz e Leandro Sapucahy, e dá adeus com as composições bem-humoradas de Germano Mathias, ao lado de Dicró.

Bulevar São João
No Vale do Anhangabaú

19h: Hermeto Pascoal
21h: Airto Moreira
23h: Booker T (EUA)
01h: The Temptations - Feat. Glenn Leonard (EUA)
03h: Orquestra Popular de Frevo do Recife
05h: Edy Star - Sociedade da Grã-Ordem Kavernista apresenta Sessão das Dez
07h: Nei Lisboa
09h: Nito Mestre (Sui Generis - Argentina)
11h: Tatit, Wisnik e Nestrovski
13h: Grupo Medusa
15h: Flora Purim
17h: Letieres Leite e Orkestra Rumpilezz

Descrito como um espaço para "virtuosos", começa com dois mestres da música instrumental: Hermeto Pascoal e Airto Moreira, do mesmo nicho de jazz que a cantora Flora Purim, na tarde de domingo, integra. Nas atrações internacionais, estão Booker T, lenda da soul music norte-americana; a nova encarnação do Temptations, um dos grupos vocais masculinos mais famosos dos EUA; e o argentino Nito Mestre, parceiro de Charly García no duo Sui Generis. O cantor gaúcho Nei Lisboa destoa do resto da escalação, mas deve atrair um punhado de fãs com chimarrão no início da manhã.

Vieira de Carvalho
Largo do Arouche, virado para a Av. Vieira de Carvalho

19h: Arrigo Barnabé - Caixa de Ódio: o Universo de Lupicínio Rodrigues
21h: André Abujamra - Desengonçalves, Canções de Nelson Gonçalves
23h: Frank Elvis & los Sinatras - Bailinho
01h: Sidney Magal
03h: Luis Caldas
05h: Double You
07h: Brothers of Brazil
09h: Waldirene
11h: Jerry Adriani
13h: Angelo Maximo
15h: Vanusa
17h: Wanderléa

Une desde homenagens a Nelson Gonçalves e Lupicínio Rodrigues, em seu centenário, até alguns nomes da Jovem Guarda, como Waldirene e Wanderléa. Na madrugada, festa com Sidney Magal e Luís Caldas. Culpe a diversidade, mas também entram na jogada Vanusa, Jerry Adriani, o poperô de Double You e os irmãos Suplicy, na pele do Brothers of Brazil.

Avenida São João
Av. São João, próximo a Rua General Osório, virado para a Av. Ipiranga

20h: Grand Mothers - Re:invented
22h: Big Brother & the Holding Co.
00h: Patrulha do Espaço
01h30: L.A. Guns
03h30: Velhas Virgens - Tributo a Adoniran Barbosa
05h30: Krisium
07h30: Imbyra
09h30: Pitty
11h30: CPM 22 - Só Ramones
13h30: Raimundos
15h30: Pequeno Cidadão
17h30: Titãs

Se o palco rock tem espaço para aberrações como a homenagem do CPM 22 ao Ramones e o Raimundos séculos 21, também trouxe atrações internacionais. As principais delas são a banda de Frank Zappa, Mothers of Invention – rebatizada de Grand Mothers – e a Big Brother & the Holding Co, que alçou Janis Joplin à fama. O L.A. Guns foi o grupo de Axl Rose e é recomendado apenas para fãs hardcore do Guns N' Roses. No meio de tudo isso, um alento: o Pequeno Cidadão, projeto infantil de Arnaldo Antunes, Edgard Scandurra e outros colaboradores.

Casper Líbero
Dois palcos, próximos às ruas Washington Luís e Mauá

19h: Juliana Kehl
20h40: Detetives
22h20: Tulipa Ruiz
00h: Dudu Tsuda
01h40: Cacau Brasil
03h20: Comma
05h: Naná Rizzini
06h40: Banda Dc
08h20: Rodrigo Campos
10h: Sambô
11h40: Rubra Pop Show
13h20: Karina Buhr
15h: Sweet Flavour Band
16h40: Mallu Magalhães

18h10: Musica do Mato (MT)
19h50: Caldo de Piaba (AC)
21h30: Black Drawing Chalks (GO)
23h10: Camarones Orquestra Guitarrística (RN)
00h50: Galinha Preta (DF)
02h30: Plastique Noir (CE)
04h10: Baba de Mumm-Rá (TO)
05h50: Vendo 147 (BA)
07h30: Hey Hey Hey (RO)
09h10: 4Instrumental (MG)
10h50: Aeromoças e Tenistas Russas (SP)
12h30: Nervoso e os Calmantes (RJ)
14h10: Terra Celta (PR)
15h50: Rinoceronte (RS)
17h30: Cabruêra (PB)

Com curadoria da Abrafin (Associação Brasileira de Festivais Independentes), traz desde nomes interessantes da cena indie (Black Drawing Chalks, Nervoso e os Calmantes, Tulipa Ruiz, Karina Buhr) a novidades da música nacional. A "veterana" Mallu Magalhães, na tarde de domiungo, parece perdida em um espaço dedicado aos, digamos, esquecidos da grande mídia.


Alameda Barão de Limeira
Próximo à Duque de Caxias

19h: Orquestra Brasileira de Música Jamaicana
21h: Pablo Moses (Jamaica)
23h: Cidade Negra e Ras Bernardo - Lute para Viver (1991)
01h: Fully Fullwood (Jamaica)
03h: Planta e Raiz
05h: Tribo de Jah
07h: Djambi
09h: Pedra Rara
11h: Leões de Israel
13h: Mano Bantu
15h: Clinton Fearon (Jamaica)
17h: Big Youth (Jamaica)

Inaugura um espaço específico para o reggae. Destaque para nomes atuais do Brasil e abra espaço para os jamaicanos – no caso, Pablo Moses e os grupos Fully Fullwood e Big Youth.

Estação da Luz
Espaço das orquestras

18h: Jazz Sinfônica
22h: Orquestra Sinfônica Municipal e Coral Lírico – "Carmina Burana"
00h: Orquestra Experimental de Repertório – "Porgy & Bess"
04h: Quinteto Conclave
07h: Banda Jazz Sinfônica de Diadema
10h: Banda Sinfônica do Estado
13h: Danilo Brito, Mike Marshall e Catherina Lichtenberg – Encontro de Bandolins
16h: Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo – Osesp
17h: Tchaicovsky Pas de Deux – São Paulo Cia de Dança e Osesp

Estação da Luz
Palco da dança

19h30: Raça Cia de Dança de São Paulo
21h: Diários de Viagem – Omstrab
23h30: Gnawa – São Paulo Cia de Dança
01h10: Baseado em Fatos Reais – Ângelo Madureira e Ana Catarina Vieira Cia de Dança
02h20: Diálogo – Jean Abreu e Guga Stroeter
03h: Embodied Voodoo Game – Cena 11 Cia. de Dança
05h00: "She´s Lost Control" – Cia. Vitrola Quântica
06h15: Corpo de Passagem – Grua
08h30: Corpo de Baile Jovem da Escola Municipal de Bailado
09h: Yin – Stacattospciadança
11h30: Balé Popular do Recife e Antúlio Madureira
14h30: Kathak Teen Taal – Kanchan Maradan
15h15: Danses Concertantes, Sabiá e Forrolins – Cisne Negro
17h10: Kathak Dhamaar – Kanchan Maradan
18h: Canela Fina – Balé da Cidade de São Paulo

Melhores Pastéis de Feira da Cidade: as dez melhores barracas de pastel de feira dos bairros de São Paulo, eleitas recentemente, estarão distribuídas pelo Centro, acompanhadas por barracas de garapa e de frutas. Espaços cadastrados pela organização vão comercializar bebidas e alimentos ao preço mais baixo possível: esse foi o critério de seleção.

Galeria Prestes Maia: será o lugar de uma programação "alternativa", com enfoque na cultura da tatuagem, da suspensão (aquela em pessoas ficam penduradas com ganchos presos ao corpo) e de DJs com estilos diversos, de rock, pop, passando pelo country e até death metal.

Marchinhas de São Luiz do Paraitinga: montado no Largo da Misericórdia, próximo à Sé, o palco vai simular ao longo de 24 horas o carnaval da cidade do interior paulistano, atingida por enchentes no início deste ano.

Dimensão Nerd: na Praça Roosevelt, servirá de chegada para desfiles de fãs de Guerra e Jornada nas Estrelas e adeptos do Cosplay, fantasias de personagens fantásticos variados. Haverá ainda exposições, stands temáticos, mesas para RPGs e jogos de tabuleiro, discotegem correlata e espaço para editoras de quadrinhos.

Cinemas na Virada: a programação expande o projeto bem sucedido do ano passado e recupera o glamour dos cinemas históricos do Centro, hoje dedicados a produções pornô, com ciclos específicos. O Cine Windsor (Ipiranga, 174) exibirá filmes de zumbi; o Cine Dom José (Dom José, 306), filmes de lobisomem; e o Cine Arouche (Largo do Arouche, 426), musicais clássicos de Hollywood. A Cinemateca Brasileira coloca em suas duas salas uma belíssima programação dedicada à música, o HSBC Belas Artes privilegia o dito cinema gastronômico e Cine Olido, na Galeria Olido, sedia uma retrospectiva da Mostra Internacional de São Paulo.

Centro Cultural Banco do Brasil: além de abrir suas portas ao longo da noite, o CCBB promove uma sessão gratuita do espetáculo "Simplesmente Eu, Clarice Lispector", monólogo de Beth Goulart, às 22h. Entrada franca, mediante retirada de senha uma hora antes do início.

Unidades do Sesc: programação bastante variada. O Sesc Consolação reúne, a partir das 18h, covers de Amy Winehouse, Bee Gees, Michael Jackson e Madonna, entre outros. No Sesc Pompeia, a Orquestra Imperial comanda quatro horas de festa, entre as 20h e 2h, com ingressos de R$ 3 a R$ 12. Amantes do teatro tem uma boa oportunidade de assistir ao último espetáculo do Grupo Galpão, "Till, a Saga de Um Herói Torto", à 0h30, no Sesc Santana. Na mesma unidade, dois shows interessantes: Arnaldo Antunes, às 23h, e Movéis Coloniais de Acaju, às 3h30.

Casa das Rosas: três atrações musicais que valem seu tempo. Às 15h de sábado, Lanny Gordin, o guitarrista da Tropicália, se apresenta com sua banda. Às 19h, Sérgio Ricardo, que acaba de ganhar uma biografia, toca ao lado de Filó Machado. Na sequência, às 21h, Tetê Espíndola faz um apanhado de sua carreira.

9° Período do Cesama prepara muito forró com II Farra Jus

1273760321evento

As festividades juninas começarão mais cedo em Arapiraca. A mais tradicional festa de Direito de Alagoas, o Farra Jus, realizado pelo 9° período de Direito do Centro de Ensino Superior Arcanjo Mikael de Arapiraca, acontece no próximo dia 21 de maio, às 22h, no Ginásio do Cesama.

A festa acontece pelo segundo ano consecutivo e pretende reunir um bom número de pessoas que gostam de um bom forró. Para esse ano, a organização decidiu mais uma vez inovar e traz como atrações o cantor José Orlando e Zelito com Expresso Forronejo.


Para animar ainda mais o Farra Jus, a coordenação do evento realizará uma promoção. Todas as pessoas que estiverem na festa e comprarem uma Ice, levam outra de graça. Ou seja, é animação na certa.


Não perca tempo. Adquira logo sua entrada e venha curtir não só a primeira festa junina do ano, mas, a que terá mais gente bonita, as melhores atrações e será a mais animada.

 

Guilherme Leme encena O Estrangeiro, de Camus, no Teatro Sesi Arapiraca

Divulgação 1273670052imgguilherme

Baseado num dos mais famosos romances do século XX, o espetáculo O Estrangeiro, escrito pelo francês nascido na Argélia Albert Camus, será apresentado nos dias 13 e 14 de maio no Teatro Sesi Arapiraca. A história da montagem que já percorreu o Brasil antes de passar por Alagoas começou na Dinamarca, onde Guilherme e Vera Holtz foram passar o Natal há dois anos. Lá conheceram a versão do ator, diretor e amigo dinamarquês. “O Morten já tinha montado a peça e me deu pra ler a adaptação. Eu já gostava do livro e fiquei encantado com a possibilidade de levar O Estrangeiro aos palcos”, conta Guilherme.

 

O processo levou dois anos de maturação com leituras dramatizadas para amigos e público. Guilherme realizou uma primeira leitura na Casa da Gávea com direção de Vera Holtz. Em Brasília, fez uma leitura dramatizada com encenação dos irmãos Guimarães no teatro da Faculdade de Artes Dulcina de Moraes. E, recentemente, uma leitura para público na Oficina da Palavra – Casa Mário de Andrade, em São Paulo. Teve também alguns encontros de processo criativo com a amiga e diretora Monique Gardenberg, o filósofo Fernando Muniz e o jornalista e crítico literário Manoel da Costa Pinto. “É como se eu tivesse feito alguns workshops pelo Brasil até chegar o ponto de estrear mesmo, como uma fruta que amadurece, então chamei a Vera para me ajudar na direção, já que ela estava presente no ponto inicial da história”, explica Leme.

 

Mesmo cheia de compromissos na TV, Vera Holtz aceitou o desafio de dirigir o amigo. “Aceitei dirigir o Guilherme porque somos amigos há 20 anos e existe uma cumplicidade muito grande entre nós. Já trabalhamos juntos na TV e no palco, mas agora posso exercer um outro olhar, ver o Guilherme de fora”, explica. “Não tenho a pretensão de ser uma diretora, que considero quase uma entidade. Disse ao Guilherme que ele cuida da parte da encenação e eu dirijo o ator porque gosto muito da interpretação”, explica Vera, que está gostando do que ela chama de “exercício teatral”.

Outro desafiado nesta história é o consagrado iluminador Maneco Quinderé. Gulherme explica: “O Sol é fundamental no livro do Camus, o Sol é na verdade um personagem da história e eu queria contracenar com o Sol na peça. Cheguei pro Maneco e falei: ‘Você não vai iluminar, você vai atuar comigo em O Estrangeiro’. E o Maneco também aceitou sua primeira participação como iluminador/ator”. Completam a ficha técnica a jovem e talentosa cenógrafa, Aurora dos Campos, de A Forma das Coisas e Os Quartos de Tenesse, além da trilha incidental criada por Marcelo H.

 

Sinopse

Meursault, o personagem de O Estrangeiro, leva uma vida banal; recebe a notícia da morte da mãe, comete um crime, é preso, julgado, tudo gratuitamente, sem sentido, sendo assim mais um homem arrastado pela correnteza da vida e da História. Seu drama pode ser lido como o drama de qualquer pessoa do seu século, que se depara com o Absurdo, ponto central da obra de Camus.


Na trama, Meursault não encontra explicação nem consolo para o que acontece em sua trajetória, tudo acontece à sua revelia e nada faz o menor sentido. Ele não acha explicação na fé, religião ou ideologia, não tem onde se amparar. O que pode ser visto como uma vantagem: esse homem é livre, pode se fazer a si mesmo, sua vida está em aberto. Ele se depara, e se angustia, diante da Liberdade e do Absurdo, e quando descobre que essas duas condições são intrínsecas, finalmente encontra a paz. “Além de ser uma narrativa seca das desventuras de Meursault, condenado à morte por matar um árabe, é também uma autobiografia de todo mundo, do homem contemporâneo”, conclui Guilherme Leme.

 

Serviço:

O quê: apresentação do espetáculo O Estrangeiro
Onde e quando: no Teatro Sesi Arapiraca, dias 13 e 14 de maio, às 20h
Classificação etária: 14 anos
Ingresso: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia-entrada)
Duração: 1 hora
Informações: 2121-3087/3088 / 9308-0711 e www.centroculturalsesi.com.br
Endereço: Rua Engenheiro Camilo Collier, 520 – Primavera – Arapiraca


Ficha Técnica:

Texto: Albert Camus
Adaptação: Morten Kirkskov
Tradução: Liane Lazoski
Direção: Vera Holtz e Guilherme Leme
Interpretação: Guilherme Leme
Iluminação: Maneco Quinderé
Cenografia: Aurora dos Campos
Trilha e Música Incidental: Marcelo H
Produção: Galharufa Produções

 

A peça Nós Nus e os Outros leva o existencialismo de Sartre para o palco

Ilustração 1273159931fototeatro1

O existencialismo do francês Jean-Paul Sartre é interpretado e levado ao palco pela Cia. de Teatro Animus. Fundado por alagoanos em 2009, o grupo estreará o seu primeiro espetáculo, Nós Nus e os Outros, no dia 15 de maio, com apresentação também no dia 22, Teatro Sesc Jofre Soares, às 19h. A peça tem classificação de 12 anos.

Ateu, Sartre não acreditava no inferno cheio de estereótipos mostrados pelo cristianismo. Por isso, simplifica toda uma questão filosófica da existência humana, onde “O inferno são os outros”. Baseado no existencialismo sartreano, a peça Nós Nus e os Outros relata as condições humanas perante as ações antecedentes de cada personagem. Eles se encontram no “inferno”, lugar onde há o desnudamento racional.

O existencialismo sartreano preocupa-se com o sentido das vidas humanas, levando as verdades científicas para segundo plano. Para Sartre, o mundo como nós conhecemos é irracional, absurdo e está muito além da nossa total compreensão. O existencialismo acredita que o homem se faz em sua própria existência, as finalidades têm de ser atingidas pelos objetos criados pelos homens e que os seres humanos são demasiadamente subjetivos e complexos para funcionarem como meros objetos dentro da organização social. Dentro dessa perspectiva, a Cia. Animus faz sua estreia no cenário teatral alagoano.

A companhia foi fundada no dia 04 de setembro de 2009. Seu objetivo é a pesquisa no campo das artes cênicas, focando na criação de novos métodos de encenação e dramaturgia. Fazem parte do elenco os atores Nilton Carnaúba, Dira Eugênio, Tamires Melo, Jeane Porfírio, Felipe Monteiro e Cristiane Silva. Os dois últimos também assinam a direção.

 

 

Serviço

Temporada Sesc

Espetáculo teatral Nós Nus e os Outros

Cia. Animus

Data: 15 e 22 de maio

Local: Teatro Jofre Soares/ Sesc Centro (Rua Barão de Alagoas, 229, Centro)

Horário: 19h

Classificação: 12 anos

Ingressos: R$ 2 + 1kg de alimento não perecível ou R$ 4

Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com