Blog do Tinho

Teotônio Vilela: Saúde da mulher e a prevenção ao câncer de mama pautaram as ações alusivas ao movimento Outubro Rosa

Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Os cuidados com a saúde da mulher, a prevenção ao câncer de mama e a importância do diagnóstico precoce, pautaram as ações alusivas ao movimento Outubro Rosa da Secretaria Municipal de Saúde do Município de Teotônio Vilela.

Durante todo o mês de outubro, as UBSs e demais setores da saúde promoveram atividades diferenciadas, com o objetivo de alertar as mulheres sobre a importância do diagnóstico precoce, através de palestras de conscientização, exames clínicos, autoexame da mama e mamografia. Além de realização de citologias, solicitações de mamografia, testes rápidos e atendimentos com autoexame da mama, foram realizadas palestras, oficinas, depoimentos, atividades de beleza, produção de lenços e distribuição de laços rosas, que é o símbolo da campanha contra o câncer.

De acordo com a Secretária de Saúde do Município, Izabelle Pereira, a campanha serve de estímulo e alerta para propagar sobre a importância da prevenção, mas todos os dias, devemos nos cuidar e muito. Esse movimento tem estimulado a população a refletir, e tem proporcionado maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento a contribuindo para a redução da mortalidade.

“As unidades de Saúde ficaram lindas, e o mais importante, a mensagem foi transmitida através das reflexões levantadas aos comunitários, sobre a importância da prevenção”, disse.

O câncer de mama é o mais comum entre as mulheres brasileiras e responde por 25% dos novos casos de câncer a cada ano; um simples exame pode reduzir em 30% o risco de morte pela doença. A cura, se diagnosticado no início, pode ser de 90% a 100% de chance de cura. Por isso, cuide-se, toque-se, ame-se!

O encerramento da campanha acontece nesta quarta-feira (31.10), reunindo mulheres durante um aulão de dança na Academia de Saúde, além de orientações de prevenção através de vídeo e distribuição de panfletos informativos.  

A ação conta com o empenho de todas as equipes de saúde do município, os investimentos realizados pelo prefeito Joãozinho Pereira e o planejamento e articulação da Secretária de Saúde do Município, Izabelle pereira.

“Agradecemos ao Prefeito por incentivar este movimento, apoiando e dando todo suporte. Contamos com uma importante rede de enfrentamento a esta doença e a gestão não tem se isentado de sua responsabilidade, ela tem se empenhado em disponibilizar os serviços adequados para a prevenção e tratamento”, afirmou a secretária.

Audiência Pública Interestadual sobre os precatórios do Fundef reúne mais de dois mil professores de todo Nordeste

Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

A valorização ao professor foi o tema central da audiência pública interestadual sobre os precatórios do Fundef que foi promovida, nesta terça (30), pelo deputado federal JHC (PSB/AL). Mais de dois mil professores, de todos os estados do Nordeste, além de representantes de entidades dos profissionais da educação, estiveram no Teatro Gustavo Leite, no Centro de Convenções, para debater e trocar experiências sobre a luta pela subvinculação de 60% do valor dos precatórios para os professores.

Coordenador da Comissão Externa da Câmara dos Deputados que fiscaliza a liberação e aplicação dos recursos, JHC lembrou aos presentes da legitimidade dos 60% para os professores, entendimento amparado pelo artigo 60, parágrafo 5º da Constituição e pelo artigo 7º da lei 9.424/1996, que regia o Fundef.

“Eu sabia que defender professor no nosso país é difícil, mas quando comecei a tratar da questão dos precatórios, comecei a acompanhar o drama vivido por cada um de vocês, que estão na sala de aula por vocação, fazendo um trabalho brilhante, e muitas vezes ouvimos bobagens de gente que sequer conhece a condição de ser professor todos os dias no nosso país. Esta nação só estará essencialmente preparada para o desenvolvimento quando entender a importância do professor”, avaliou JHC.

O parlamentar lembrou ainda o começo das discussões sobre o tema dos 60%, quando muitos tentaram descredibilizar o pleito dos profissionais do Magistério, e atualizou os presentes sobre os avanços obtidos na Comissão Externa, além da série de audiências públicas e reuniões que vem realizando junto a gestores e instituições como o Tribunal de Contas da União (TCU) e Ministério da Educação (MEC).

“A credibilidade que conquistamos com essa luta em Alagoas nos permite termos aqui, hoje, a presença de professores e entidades representativas de todos os estados do Nordeste brasileiro. A partir de agora não só daremos continuidade ao trabalho que estamos fazendo, mas também é necessária a consciência de que a gente precisa estar cada vez mais unidos. Alagoas não está mais só, todos os estados do Nordeste estão juntos, para mostrarmos nossa força, com visibilidade nacional”, complementou JHC.

Além do deputado federal JHC, a mesa de debates contou com a participação de Heleno Araújo, presidente da CNTE, Maria Consuelo, presidente do Sinteal (AL), Anisio Melo, presidente da Apeoc (CE), Rui Oliveira, presidente da ALPB (BA), Rilda, presidente da CUT (AL), Cláudio de Souza, advogado do Sindicato dos Servidores Públicos do Piauí, Ciro Contin, advogado do Sinteal (AL), Marinel Dutra de Matos, representante da OAB do Maranhão e conselheiro estadual em defesa do Fundef no Estado, Cidário, vereador por Igreja Nova (representando a Uveal) e Aurélia Fernandes, vereadora por Arapiraca.

Precatórios do Fundef

O cálculo do valor base para a complementação da União ao antigo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef) foi, durante os anos de 1998 e 2006, realizado fora das normas constitucionais e legais que regiam o fundo, com repasses a menor. Esta situação foi reconhecida pela Justiça, o que gerou um “passivo do Fundef”, com a destinação dos recursos devidos aos entes que deveriam ter sido beneficiados, por meio de precatórios. Em Alagoas, o valor chega a R$ 1 bilhão, que devem ser direcionados a 41 municípios do Estado. Em todo o Brasil, o valor alcança a casa dos R$ 90 bilhões.

Nesta terça (30), JHC promove audiência pública interestadual sobre os precatórios do FUNDEF

Júnior Tigre/Blog do Tinho Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true JHC

Acontece nesta terça-feira (30), em Alagoas, na cidade de Maceió, uma audiência pública interestadual, articulada pelo deputado federal JHC (PSB/AL), para tratar sobre a destinação correta de recursos e a garantia do direito do magistério aos 60% dos precatórios do Fundef, valores estimados em um bilhão de reais, somente no Estado de Alagoas.

Pauta quase morta, os precatórios do Fundef foram reavivados por JHC, que solicitou à Câmara Federal a criação da Comissão Externa para fiscalização dos recursos do Fundo para Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) e como coordenador da Comissão Externa, o parlamentar tem feitos várias discussões e proposições nas diversas esferas representativas, no sentido de garantir os precatórios 100% para a Educação, com a garantia dos 60% para os professores.

Para continuidade dessas discussões, JHC realiza em Alagoas, a primeira audiência pública interestadual, que contará com a presença de representantes de vários órgãos de fiscalização e controle, gestores, professores e dos três poderes.

A audiência, que pretende trazer novidades, terá como foco ampliar as discussões sobre os precatórios, analisar decisões positivas nos diversos estados, atualizar a classe sobre as decisões mais recentes da Justiça, bem como alinhar os discursos e construir uma agenda conjunta com os demais estados pela mobilização pelos direitos dos professores aos precatórios.

O que?

Audiência Pública Interestadual sobre os Precatórios do Fundef e os 60% dos professores;

Terça-feira, 30 de outubro, 14 horas;

Teatro Gustavo Leite. Centro de Convenções, Maceió/AL.

JHC aciona Justiça contra crédito suplementar de 30 Milhões concedidos por Renan Filho para Deputados da ALE

Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O Deputado Federal João Henrique Caldas, o JHC (PSB/AL) está vigilante mesmo no período pós eleição, onde muitos parlamentares somem dos mandatos. JHC trouxe uma dura crítica, seguida de processo judicial contra o Governador Renan Filho (PMDB).

Chegou com exclusividade ao blog o protocolo no qual JHC acionou a Justiça, por meio de uma Ação Popular, na qual faz o pedido de Tutela de Urgência, em face do ato praticado pelo Governador Renan Calheiros Filho, que publicou um decreto autorizando crédito suplementar de mais de 30 milhões para a Assembleia Legislativa de Alagoas.

Na ação JHC afirma que causa estranheza o ato se dar logo após as eleições, “e, ainda, sem qualquer justificativa prévia, mormente porque há, na lei Orçamentária Anual, previsão de aumento de gastos com pessoal do Poder Legislativo”.

O deputado pede que a Justiça suspenda o Decreto do Poder Executivo e peça esclarecimentos aos poderes sobre tamanha destinação de recursos e que a Assembleia Legislativa de Alagoas se abstenha de usar os recursos citados no Decreto até o julgamento da ação.

Fatura das Eleições

Mais cedo o deputado postou nas redes sociais o Decreto n° 61.404, de 25 de outubro de 2018, assinado pelo Governador Renan Filho, o qual concede crédito suplementar para a Assembleia Legislativa de Alagoas no valor de R$ 30. 557.409,00.

JHC chamou a destinação milionária de “Fatura das Eleições”; “A fatura das eleições chegou, e quem paga a conta é você. 30 milhões para os Deputados”, disse.

“Infelizmente é assim que Alagoas “Avança”: mesmo com 13 mil empresas fechadas nos últimos 4 anos por não aguentarem a maior carga tributária do Nordeste e recorde de 17,3% de desemprego, o Govenador publicou decreto que repassa à Assembleia Legislativa nada menos que R$ 30 milhões de reais do dinheiro do contribuinte. Não ficarei de braços cruzados, recorrerei às medidas cabíveis,” afirmou JHC.

Internet Livre: Frente Parlamentar coordenada por JHC ingressa com pedido no TSE para manter WHATSAPP

Assessoria/Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Deputado JHC

Diante da notícia de que o PSOL havia pedido ao Tribunal Superior Eleitoral para que a justiça restringisse o uso do whatsapp, com a justificativa de que o aplicativo é utilizado para a disseminação das chamadas fake news, a Frente Parlamentar Mista Pela Internet Livre e Sem Limites, coordenada pelo Deputado Federal JHC(PSB/AL), ingressou com pedido no TSE para manter o whatsapp.

No pedido, JHC alega que o aplicativo é utilizado por mais de 120 milhões de brasileiros, além de ser uma importante ferramenta de disseminação de informações e circulação de ideias. Citando a Declaração de Princípios Sobre Liberdade de Expressão da Comissão Interamericana de Direitos Humanos, JHC vê com estranheza a tentativa de limitação à informação justamente na reta final da eleição.

No pedido, assinado pelo parlamentar, ele defende que “para que haja plenitude democrática, deve-se privilegiar tanto quanto possível a livre circulação de ideias e informações. De modo contrário, constata-se que para que regimes totalitários possam existir, é fundamental a supressão desses valores. Em resumo: onde há democracia, há livre fluxo de ideias e informações; onde há tirania, prevalece à limitação à liberdade de expressão”, disse.

Além da possibilidade de precedentes para censura, JHC não enxerga elementos objetivos ou provas que autorizem o bloqueio do whatsapp.

“A medida absolutamente extrema e desproporcional almejada exige – diante de seu caráter drástico – uma robustez infinitamente maior de elementos probantes objetivos, o que não se verifica no caso em tela sob qualquer ótica possível”, afirmou JHC.

Pauta da Deputada Jó Pereira, Projeto para financiamento do Plano de Combate à Pobreza em AL é entregue ao Fecoep

Foto: Ascom ALE Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Deputada Jó Pereira

O projeto para financiamento do Plano Estadual de Combate à Pobreza em Alagoas foi entregue ao Conselho do Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep) nesta quinta-feira (18). A Secretaria de Estado de Assistência e Desenvolvimento Social (Seades) já havia apresentado a proposta ao grupo de trabalho criado pra elaboração do plano.

No encontro, ocorrido na semana passada, no auditório da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), os técnicos da Seades apresentaram o projeto para a deputada estadual Jó Pereira e para os demais integrantes do grupo de trabalho.

A parlamentar explicou que o plano abrange as áreas da saúde, segurança alimentar, agricultura, inclusão produtiva, educação, infraestrutura, defesa civil, prevenção à violência e assistência social, visando à superação da pobreza e a redução das desigualdades sociais; acesso de pessoas, famílias e comunidades a oportunidades de desenvolvimento integral; e geração de emprego e renda.

Segundo Rodrigo Araújo, superintendente de Avaliação e Gestão da Informação da Seades, o projeto aborda o diagnóstico dos territórios por região administrativa, contemplando a população em situação de pobreza e das famílias pertencentes a Grupos Populacionais Tradicionais e Específicos (GPTE), organizadas por segmentos, incluindo visitas nessas comunidades, como os quilombolas, indígenas, ribeirinhas, agricultura familiar, população em situação de rua, assentados entre outros, além da participação de conselheiros. 

Também está prevista a identificação das ações, projetos, planos e políticas públicas de combate à pobreza ou correlatas em andamento ou execução em todo o Estado e os equipamentos públicos e privados que trabalham com o combate à pobreza, além da definição de indicadores de resultados e um observatório do plano.

“Hoje foi dado um grande passo para que o Fecoep analise a possibilidade de custear a elaboração do plano. E, graças à iniciativa da própria Seades, avançamos também com uma importante linha de contato com o Banco Mundial, que já se posicionou favorável ao financiamento. Marcaremos uma reunião em Brasília para que possamos alinhar e direcionar o financiamento da construção do plano por essas duas vertentes, Fecoep e Banco Mundial", explicou Jó Pereira.

Para ela, a exemplo do Banco Mundial, outros organismos internacionais e nacionais também podem ser provocados a participarem o projeto, colaborando para a expansão na abrangência de número de comunidades. “O trabalho precisa ter a capacidade de articular esses organismo e as comunidades, com a finalidade de fortalecer segmentos como crianças, jovens, mulheres e idosos, conquistando assim o fortalecimento da ação de combate à pobreza como um todo” finalizou a deputada.

Em reunião com a Ministra Grace Mendonça, da AGU, JHC reafirma luta pelos Precatórios do FUNDEF

Blog do Tinho Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Ministra Grace Mendonça e JHC

Mesmo com votação recorde, que lhe conferiu o “título” de deputado federal mais votado do Brasil proporcionalmente, JHC não diminuiu o ritmo. 

Nesta quinta-feira (18), o deputado esteve na sede da AGU, onde foi recebido pela Ministra Advogada-Geral da União, Grace Mendonça, em audiência para tratar do posicionamento da União sobre o tema. 

Segundo JHC, o encontro foi mais uma etapa na luta pela valorização do magistério: “queremos restabelece a Constituição e o espírito do FUNDEF, que é o de garantir dignidade aos professores.”

No encontro, a Ministra garantiu ao deputado que a AGU faria “o que estivesse ao seu alcance” para dar um bom desfecho à situação, mostrando-se sensível à pauta e à necessidade de valorização da educação. 

“A Ministra se mostrou bastante entusiasmada com nossa luta e de lá traçamos ações que devem ser executadas para que ainda nesta legislatura se tenha uma definição sobre o assunto. Essa é a nossa meta”, garantiu o parlamentar.

O encontro com a AGU e outros temas serão debatidos em evento no dia 30 (terça-feira), que será realizado no Centro de Convenções em Maceió e contará com a presença de professores de todo o Nordeste.

Para JHC, o momento de acentuar a luta é agora: “nos últimos meses criamos musculatura no movimento e agora é o momento para selarmos uma grande união, um verdadeiro pacto, pela valorização dos professores!”

Família Pereira: Eleição exibe potencial de liderança e mobilização de Izabelle Alcântara Pereira

Blog do Tinho Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Izabelle Pereira ao lado do Prefeito Joãozinho e Peu Pereira

Não é desconhecido, nem estranho, para aqueles que convivem diariamente com a primeira dama e Secretária de Saúde do Município de Teotônio Vilela, Izabelle Alcântara Pereira, a sua capacidade para gerir, planejar e executar a coisa pública.

Exemplo concreto é que Izabelle Pereira, com toda soma de apoio e investimentos do Prefeito Joãozinho Pereira, tem conseguido transformar a Saúde do município Vilelense, em uma das melhores de Alagoas, inclusive já ganhou prêmio nacional como referência na Saúde da gestante e do bebê.

Mas, nesse último pleito eleitoral, com aval e parceria do esposo, a primeira dama e secretária foi além; Izabelle mobilizou a comunidade vilelense, vereadores, lideranças e autoridades e conseguiu, junto aos demais líderes do grupo, uma das maiores votações da história aos candidatos da família Pereira no município de Teotônio Vilela.

A mobilização rendeu elogios da comunidade vilelense: “Parabéns guerreira Izabelle Monteiro Alcântara Pereira pela mobilização e com certeza os nossos munícipes vão dar um banho de reconhecimento do trabalho de Joãozinho e equipe com uma votação excelente”, citou Esmeralda Brito,

“Emoção muito grande é vê a sua força de vontade, Izabelle, em busca de mais melhorias para nossa cidade. Jesus te abençoe e rumo à vitória com fé em Deus”, afirmou a comunitária Rose Santos.

A família Pereira superou a marca de 10 mil votos para a Deputada Estadual Jó Pereira e em dobradinha com Arthur Lira, que é um dos maiores parceiros do município, deu quase 8 mil votos, que só não passou a casa dos 10 mil, devido a abertura de bases para Pedro Vilela, que teve mais de 2 mil votos na cidade.

Além disso, sem tirar o pé do acelerador, Pereira ainda fez dos senadores Biu de Lira e Renan Calheiros os mais votados no município, ultrapassando a casa dos 10 mil votos, coisa que poucas lideranças conseguiram em Alagoas.

E fechando com chave de ouro, o Governador Renan Filho cravou em Teotônio Vilela 14 mil votos, o que reafirma a liderança, mobilização e confiança da população junto à família Pereira.

Os bons resultados nas urnas da família é fruto da aprovação populacional, que com planejamento, organização e muito dinamismo fazem escola quando o assunto é liderança e Gestão Pública Municipal.

“Tô Chegando”: George Clemente e Pedoca Jatobá levam pisa de Votos da candidata de Joãozinho, Jó Pereira

Blog do Tinho Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Joãozinho Pereira e Jó Pereira

Pedoca Jatobá e George Clemente, bem que tentaram, mas não conseguiram colocar frente significativa de votos contra a candidata do líder Joãozinho Pereira, a Deputada Estadual reeleita e mais bem votada de Alagoas, Jó Pereira.

Jó Pereira, em São Miguel dos Campos, ficou afrente da candidata do ex-prefeito George Clemente, Fátima Canuto, e teve 2.942 votos, 107 votos, apenas, de diferença, para Marcelo Vitor, candidato do Prefeito Pedoca.    

A pisa de voto e liderança, de Joãozinho Pereira, expressa na votação de Jó Pereira, em São Miguel dos Campos, acende um alerta e é uma resposta da população de que, George e Pedoca, já não representam os anseios da maior parte dos miguelenses, do ponto de vista da liderança e da governabilidade municipal.

E não cabe, nesse campo, discurso de coitadinho, pois são três candidaturas disputando em pé de igualdade “estrutural”, porém a de Jó Pereira mostrou-se muito superior do ponto de vista da interação, participação, carisma e apelo popular.

Se antes; já se dizia que a família Pereira estava chegando em São Miguel dos Campos, agora, com tamanha votação, é a população que está pedindo: “Venha”!

Com 178 mil votos, JHC se elegeria sozinho, sem a necessidade de coligação

Júnior Tigre Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true JHC mais votado do Brasil

O Deputado Federal, João Henrique Caldas (PSB), vem numa crescente de votos, nas eleições de 2014 JHC foi o mais votado de Alagoas com 136 mil votos, agora, o Deputado não só foi o mais votado de Alagoas, como também, proporcionalmente, o deputado Federal mais bem votado do Brasil, com 178 mil votos.

Pela primeira vez na história de Alagoas, com essa votação, JHC, se tivesse saído sozinho, seria reeleito do mesmo modo, sem a necessidade da coligação, já que ultrapassou o coeficiente em milhares de votos, o que ajudou inclusive a eleger como deputada federal a vereadora Tereza Nelma.

JHC foi destaque em todos os jornais de veiculação nacional, devido a sua ampla votação no Estado de Alagoas.

 

Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com