Postado em 20/10/2010 às 16:02 por Redação em Interior 0

Vídeo:Teto de academia desaba; local não tinha alvará para funcionar




Por Redação

Foto: Roberto Gonçalves

Pelo menos 13 pessoas ficaram feridas vítimas do desabamento do teto da academia KL-10, localizada na Rua Paulo Afonso, no bairro Primavera, em Arapiraca. Equipes do Corpo de Bombeiros realizaram o socorro às vítimas, que até o momento não tiveram os nomes revelados. Não há registro de mortos nem de feridos com gravidade.

No momento do acidente, chovia muito na cidade, o que pode ter contribuído para o desabamento, que aconteceu por volta das 18 horas. As informações dão conta de que cerca de 50 pessoas estavam no local praticando atividades físicas.

A academia estava funcionando no local desde o mês de agosto. O prédio é um antigo galpão de fumo da cidade e segundo informações colhidas no local, mesmo o prédio funcionando como academia não ocorreram reformas para abrigar o novo estabelecimento.

Como chovia bastante, moradores do local confundiram o som do desabamento com o de um trovão. A tragédia, segundo pessoas que estavam na academia, só não foi maior porque antes do teto desabar, foram percebidas rachaduras, o que possibilitou a 'fuga' de alguns.

Várias equipes do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o local, mas devido a chuva, houveram dificuldades para realizar o resgate das vítimas. Muitos curiosos se aglomeraram em frente a academia e o trânsito na região também ficou complicado.

Informações extra-oficiais dão conta de que a academia é de um ex-jogador de futebol de Sergipe, identificado como Luciano. Até o momento nem proprietário do local se pronunciou.

Durante a noite, um trator estava retirando entulhos e derrubando paredes do galpão que estão ameaçadas de cair. Várias rachaduras também podem ser observadas no local. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o local não tinha alvará de funcionamento e Projeto de Segurança Contra Incêndio e Pânico.

Vítimas

A Unidade de Emergência do Agreste informou, em nota a imprensa, na manhã desta quinta-feira (21) os nomes das vítimas que foram atendidas durante a noite em decorrência do desabamento. Das 13 vítimas que receberam os atendimentos na unidade, 10 delas já foram liberadas. Apenas três continuam internadas em observação, mas não correm risco de morte.

As vítimas que continuam internadas são Elielza Maria dos Santos, 22 anos, que sofreu uma lesão lombar; Lúcia de Fátima de Oliveira Silva, 39 anos, foi atingida fortemente no abdômen; e Laiane Miranda de Souza, 24 anos, sofreu fratura no quadril. Nenhum dos casos foi necessário procedimento cirúrgico.

Os outros casos listados foram pequenas lesões, cortes e ferimentos provocados pelo telhado. Outras vítimas receberam os primeiros socorros no próprio local e foram liberadas. Ao todo, 30 pessoas foram atingidas pela queda do telhado da academia.

Um levantamento será realizado no local na manhã de hoje pelo Corpo de Bombeiros, que deve realizar perícia no local e emitir um laudo num prazo de 30 dias. No local, a cena é de total destruição.

Atualizada às 08:47

 


Deixe seu comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.