Roberto Gonçalves
O artista circense Everaldo Manoel da Silva, conhecido popularmente como “Peta” denunciou no programa “derrubado” comandado pelo radialista Alves Correia na Rádio Gazeta FM. na manhã desta segunda-feira, 28, perseguição dos fiscais da Prefeitura de Arapiraca.
De acordo com o artista de rua, os fiscais impedem qualquer manifestação popular na Praça marques da Silva, onde existe maior presença do público e a sombra das arvores. Denunciou que os artistas são orientados pelos fiscais para se apresentarem na Manuel André onde não existe nenhuma arvore e o sol é causticante não tendo condições da presença do público em razão do forte calor.
“Peta” explicou que tentou conversar com a secretaria municipal de Desenvolvimento Urbano e habitação, Caroline Albuquerque, mas não foi atendido pela titular da pasta. Segundo o artista de rua os fiscais chegaram a chamar uma guarnição do Bope para persegui-lo.
O comunicador Alves Correia demonstrou sua irritação e revolta com a perseguição aos artistas de rua e até os cantores de coco e repentistas que estão sendo perseguidos pelos fiscais da Prefeitura de Arapiraca.
Para o comunicador, se não existe nenhum dano ao patrimônio público o direito do cidadão deveria ser respeitado. Eles apresentam um trabalho de arte e cultura em busca da sobrevivência com honestidade justificou. O professor, artista plástico e folclorista Zezito Guedes, é outro defensor das manifestações livres e populares na feira livre de Arapiraca.
Explica que, com um olhar mais atento podemos observar que nos mais remotos recantos do mundo inúmeros artistas de rua são encontrados demonstrando a sua arte através das mais variadas formas de expressão.
“Peta” é muito conhecido como artista de rua e palhaço e já se apresentou em famosos programas de TV a exemplo do Programa do Faustão da Rede Globo, Silvio Santos – SBT e Domingo Espetacular da Rede Record além do Pânico na TV.