O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB-MG), deve depor nos próximos dias no processo que investiga o mensalão, informa a coluna de Mônica Bergamo, publicada nesta quarta-feira pela Folha (íntegra disponível para assinantes do UOL e do jornal).

Segundo a coluna, ele foi convocado como testemunha de defesa e tem direito de marcar a hora e o local em que prestará depoimento.

A Justiça mineira já ouviu 66 pessoas em duas semanas e, caso o governador concorde em prestar logo o depoimento, encerrará as oitivas de Belo Horizonte até o fim da próxima semana.

A coluna informa ainda que, das quase cem testemunhas convocadas, 28 não apareceram para prestar depoimento. Depois de Aécio, o presidente Lula e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso podem ser as próximas "estrelas" convocadas para falar do mensalão.

O ministro Joaquim Barbosa, relator do processo no STF (Supremo Tribunal Federal), no entanto, ainda não decidiu se vai mesmo fazer a convocação.

Leia a coluna completa na Folha desta quarta-feira, que já está nas bancas.