Assessoria 1255118051juvenaljpg

A programação da Semana Delmiro Gouveia na noite desta quinta-feira (8), foi marcada pela estréia do filme “Lá vem o Juvenal!”, que conta a história do jóquei delmirense Juvenal Machado. O filme foi articulado pela Fundação Delmiro Gouveia (Fundeg) e contou com vários parceiros.

A película foi exibida em duas sessões para atender ao público presente, que lotou o espaço nas duas projeções. O evento aconteceu no antigo Cine Pedra e marcou a sua reabertura e o lançamento do programa Cine Mais Cultura, uma parceria entre a Fundeg e o Governo Federal.

Para a presidente da Fundeg, Edlene Vieira, a reabertura do Cine Pedra foi o grande marco desta edição da Semana Delmiro Gouveia. “A reabertura do cinema foi, sem dúvida, a grande atração dessa Semana Delmiro Gouveia porque a comunidade ganhou de volta um patrimônio cultural, que só vai trazer diversão, entretenimento e conhecimento”, disse Edlene. O Cine Pedra foi reformado pela Fábrica da Pedra.

A presidente explicou que através do Cine Mais Cultura a população terá oportunidade de assistir a uma programação semanal de filmes voltada para todas as idades. Os filmes são disponibilizados pelo Ministério da Cultura e tem cerca de 60% da programação composta de filmes nacionais.
Ela ressaltou ainda que o filme sobre o Juvenal foi uma forma de retratar a história de mais um sertanejo que é exemplo para todo o Brasil. “Articular esse filme foi uma forma de dizermos para o país que o sertanejo também é exemplo. Para nós foi um prazer mostrar essa trajetória tão linda que é a vida do Juvenal”, ressaltou.

Emocionado, Juvenal agradeceu a presença de todos e do trabalho da Fundeg. “Quero agradecer a Fundeg e a todos os parceiros por essa homenagem a minha pessoa; porque através desse filme os meus conterrâneos puderam conhecer a história da minha vida. Estou muito emocionado em ver que este sonho se tornou realidade”, frisou Juvenal referindo-se a concretização do filme.

“Lá vem o Juvenal!” retrata a vida do vaqueiro que deixou o sertão de Alagoas ainda na adolescência e foi para a cidade grande, Rio de Janeiro, transformando-se em renomado profissional de corridas de cavalos. Com roteiro e direção de Hermano Figueiredo, o documentário levou quase três anos de preparação e as gravações aconteceram nas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Delmiro Gouveia.

Além do lançamento do filme, a Semana Delmiro Gouveia, contou com vasta programação, onde foram realizadas visitas ao Museu Regional e ao sítio histórico de Angiquinho; exposição fotográfica sobre Delmiro Gouveia; oficinas de dança cantigas populares; feira de artesanato, exibição de filmes e visita ao mausoléu de Delmiro Augusto da Cruz Gouveia.

A Semana Delmiro Gouveia teve como patrocinadores o Ministério da Cultura, Governo do Estado de Alagoas, através da Secretaria de Estado de Cultura, Fábrica da Pedra, Rádios Delmiro, Nova Agência, Cine Mais Cultura e Programa Cultura Viva.