Foto: Ascom/ALE 8d85a18a 29e2 40ee 8dd7 e0767c374320 Deputado Dudu Hollanda

O secretário de Segurança Pública de Alagoas, coronel Lima Júnior, determinou ao delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Cerqueira, que seja instaurado um inquérito para apurar as denúncias do deputado estadual Dudu Hollanda (PSD) contra o prefeito de Maribondo, Leopoldo Pedrosa.

Em postagens nas redes sociais e em áudios que circularam nesta quarta-feira (09), em grupos de WhatsApp, o parlamentar acusa Pedrosa de sequestrar e agredir a ex-mulher, Meiry Emmanuella de Oliveira Vasconcelos, atual namorada de Hollanda.

Em contato com a assessoria de Comunicação da SSP, a reportagem foi informada que o secretário ainda não foi procurado pelo parlamentar, mas tomou conhecimento das informações e determinou a apuração das denúncias, que envolvem ainda supostas ameaças de morte contra Hollanda.

Em um dos áudios, o deputado estadual informa que já foi confeccionado um Boletim de Ocorrência contra o prefeito e que os crimes foram comunicados ao governador Renan Filho (MDB) e ao Ministério Público Estadual.

Pela manhã, a assessoria do MP informou, no entanto, que o procurador-geral de justiça, Alfredo Gaspar, está fora de Alagoas e a que as denúncias não foram oficializadas ao Ministério Público.

O prefeito de Maribondo ainda não pronunciou sobre o caso. 

O gestor chegou a ser  preso, em junho do ano passado, em cumprimento a um mandado expedido pelo presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, desembargador Otávio Leão Praxedes, por agressão contra a Emmanuella e a mãe dela.