Divulgação 1efc428b 8b2e 447a 971e f7dd750c9ff1 Rita Tenório e Lucas Coimbra acompanhando o início da construção do cemitério projetado pelos rondonistas

Em Chã Preta a prefeita Rita Tenório (PMN) começa a contabilizar os frutos positivos gerados ambientalmente e economicamente depois do fechamento do Lixão da cidade em março deste ano. É que com apoio do poder público, um grupo de catadores de lixo reciclado está faturando agora, como nada visto antes. Pois mais de 10 toneladas de papel, material de plástico, alumínio, ferro entre outros têm resultado numa fonte de renda para muitos.

“Trata-se de uma ação que atende a sustentabilidade do meio ambiente, assim como também de forma econômica para as pessoas que abraçaram essa causa”, diz entusiasmado o secretário de Infraestrutura, Marcos Vasconcelos. Ele está  confiante de  que o projeto tende a se expandir com sucesso daqui pra frente, sobretudo atraindo mais catadores da região.

Obras

Outra novidade em Chã Preta que também  vai gerar emprego  e renda, é a construção de um cemitério na Serra Lisa, iniciada esta semana. Trata-se de um projeto arquitetônico elaborado pela equipe de universitários do Projeto Rondon, que passou cerca de 20 dias no município agora em julho. “Estamos concretizando um compromisso de campanha” disse a prefeita Rita Tenório que ao lado do secretário de Finanças, Lucas Coimbra, visitou outras obras que estão sendo erguidas, entre elas,  a reforma e ampliação de uma UBS.