Trinta e três pessoas precisaram ser atendidas em hospitais alemães após um avião da companhia aérea de baixo custo Ryanair cair 9 mil metros e fazer uma aterrissagem de emergência no aeroporto de Frankfurt-Hahn, informou, neste sábado (14), a Polícia Federal alemã.

A aeronave, de voo FR7312, fazia na tarde de sexta-feira (13) a rota entre Dublin e a cidade croata de Zadar com 189 passageiros a bordo, quando sofreu uma "repentina queda de pressão" na cabine, O que forçou a manobra de emergência, segundo um porta-voz da Ryanair.

"Os passageiros se queixaram de dores de cabeça e de ouvido e de ter sofrido náuseas", informou um porta-voz da Polícia Federal, que reconheceu que alguns apresentavam sangramento nos ouvidos.

Uma parte dos passageiros já recebeu alta, de acordo com veículos de imprensa alemães, enquanto outros permanecem internados.

O site Flightradar24, que acompanha em tempo real a posição de até 20 mil voos diários no mundo todo, registrou uma queda do avião de 12 mil metros de altura até 3 mil. A companhia aérea ainda não comunicou a causa da perda de pressão na cabine.

Do aeroporto de Frankfurt-Hahn, um avião de substituição concluiu a rota até Zadar, embora muitos passageiros não estivessem presentes.