Foto: Reprodução / Internet 62fb6ed5 6a9a 499c ac1f 0df948a98bbb Senador Fernando Collor

Conforme levantamento do portal Congresso em Foco, Fernando Collor (PTC) é o terceiro senador mais “perdulário” do País, da lista onde constam dez senadores.  Por meio da cota para o execerício da atividade parlamentar, o “cotão”, somente o grupo dos dez gastou R$ 12,6 milhões, do início da atual legislatura, em fevereiro de 2015, até junho deste ano.

 

Davi Alcolumbre (DEM-AP), João Capiberibe (PSB-AP) e Fernando Collor (PTC-AL) encabeçam a lista. Alcolumbre reembolsou R$ 1,46 milhão, enquanto os outros dois foram ressarcidos em R$ 1,28 milhão.

A maior parte (R$ 928 mil) do montante utilizado pelo alagoano foi destinada a gastos com serviços de segurança privada.

 

O cotão cobre gastos com divulgação das atividades parlamentares, combustível, contratação de consultorias, assessorias, entre outros. Ficam de fora salários, auxílio-moradia, veículo oficial e verba para contratar assessores.

 

As despesas são ressarcidas pelo Senado mediante apresentação de recibo ou nota fiscal.