Foto: Tasso Ramon C3cc03e7 ab50 43d9 8c89 be4ab38fbca4

A Prefeitura Municipal de Pilar vem realizando ações que beneficiem o povo pilarense e que, acima de tudo, ajude na geração de emprego e renda dos empreendedores de Pilar. Inaugurado em junho, o Banco do Povo [banco Pop] é uma oportunidade para quem deseja empreender ou para quem já tem seu próprio negócio. Na sexta-feira (06), aconteceu a liberação dos primeiros 47 créditos do banco pop.

Segundo o prefeito Renato Filho, as pessoas contempladas foram das áreas de comércio varejista, vestuário, acessórios, minimercados, lanchonetes, salão de beleza, entre outros. “O banco pop é um projeto pioneiro no Estado e é o primeiro banco de fomento da cidade. Desta forma, aumentamos o número de empreendedores gerando emprego e renda. O dia de hoje foi marcante já que liberamos créditos para 47 empreendedores que vão alavancar o seu negócio”.

Além disto, o gestor ressaltou que caso o empresário ou futuro empresário queira se candidatar a um financiamento que vai variar de R$ 500 a R$ 2.500 vai passar por uma avaliação com critérios do banco e não é necessária a exigência de um fiador. “O empresário pode utilizar um microcrédito para melhorar e ampliar o negócio”, afirmou Renato.

O Superintendente Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda e Diretor do Banco, Adriano Ramos, disse que quem deseja fazer um financiamento, o banco não vai fazer consulta ao SPC e ao Serasa.

Capacitação com o Sebrae

Além disto, Adriano Ramos explicou que o banco vai oferecer uma capacitação em parceria com o Sebrae para os clientes. “Serão vários cursos dentre eles: como melhorar o seu negócio, como gastar melhor, como comprar melhor, como entender a forma de investimento e administrar a sua própria empresa”, destacou.

O diretor do banco também enfatizou que tudo isso é uma etapa de um processo que levará em média 20 dias depois que o cliente apresentar a proposta. “É obrigatório também que a pessoa formule um plano de negócio onde uma equipe do banco irá visitar o local e analisar a viabilidade do negócio”, explicou.