Foto: Ascom/TJ/AL/Arquivo F4878b34 1383 4ba2 8a3a b68e070c5486 Washington Luiz

Dez dos 13 ministros do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) rejeitaram, nesta terça-feira (19), a acusação contra o desembargador afastado do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), Washington Luiz Damasceno Freitas, de envolvimento no cartel da merenda escolar.

O julgamento refere-se ao último processo do qual o desembargador é réu e teve início pela manhã. Após os votos da maioria pela improcedência da acusação, a sessão foi suspensa a pedido do juiz Luciano Frota. A previsão é de que a votação continue na próxima terça-feira (26).

Washington Luiz está afastado do cargo desde junho de 2016. Dos três processos contra ele no CNJ, dois já foram julgados favoráveis ao desembargador, um deles o acusava de beneficiar o ex-prefeito de Marechal Deodoro, Cristiano Matheus, em um processo judicial.

A votação dos conselheiros deste último processo aproxima o desembargador do retorno ao cargo no TJ/AL.