Foto: Slum 6e63b4e6 a404 4f7d 8086 28cc354d6435 Coordenação de fiscalização da Slum registrou mais de 400 denúncias em maio deste ano.

A gestão de resíduos sólidos em Maceió é desempenhada pela Superintendência Municipal de Limpeza Urbana (Slum), entretanto, esta é uma responsabilidade compartilhada entre todos os cidadãos. A capital conta com uma coleta domiciliar que abrange toda a cidade, além de coleta seletiva em 9 bairros e 9 Pontos de Entreva Voluntária (PEV) de material reciclável. Mesmo assim, ainda podemos ver mais de 100 pontos crônicos de lixo gerado pelo descarte irregular.

Para coibir essa situação, a Slum conta com uma coordenação de fiscalização que está diariamente nas ruas para orientar o maceioense, além de autuar e notificar quando necessário. Somente em maio, o setor atendeu mais de 400 demandas. E, a população pode contribuir e ser, também, um fiscal do órgão.

O cidadão pode informar ao órgão casos de flagrantes ou fazer denúncias de descumprimento do Código Municipal de Limpeza Urbana. Para isso, a Slum conta com um canal direto: a Central de Limpeza. Além de denúncias, a população pode tirar dúvidas, solicitar a coleta de lixo volumoso ou informar qualquer deficiência na prestação dos serviços da Slum em seu bairro.

O Disque Slum funciona de segunda a sexta, das 8h às 17h.