8a28e245 ddba 42e6 8b3f f447ed89243d

 

N.(não quis se identificar)  é mulher da política e nos fez essa declaração quando soube da realização do Seminário de Formação “Qual o Lugar de Fala das Mulheres na Política Alagoana

“Estou a mais de 35 anos na política e durante o processo eleitoral a gente percebe o  tratamento , negativamente, diferenciado que é dado as mulheres.

Isso aconteceu, muito comigo e chega uma hora que você tem que parar para rever o que está dando errado e se perguntar se a política foi, realmente, só feita para os homens.

Tem algumas mulheres que conseguem se eleger, mas, a maioria tem o chapéu e  sistema dos  homens a seu favor.

Não vou ser candidata este ano, porque quero aprender os mecanismos. Quero  buscar todas as informações e amadurecer a idéia de uma próxima candidatura. Eu quero entrar para fazer parte do jogo. De uma forma igualitária.

Ainda bem que tem a  iniciativa do Seminário de Formação “Qual o Lugar de Fala das Mulheres na Política Alagoana?, para ensinar as mulheres os procedimentos.

Ensinar a gente a brigar pelos direitos.

E as lideranças comunitárias tem que entender que elas podem eleger gente da própria  comunidade.

Gente que tem voz e fala a mesma língua.

Esse ano é um ano de mudanças. Se não mudar nada esse ano, não vai mudar nunca mais.

A iniciativa do Seminário de Formação “Qual o Lugar de Fala das Mulheres na Política Alagoana? pode despertar interesses  e amadurecer a idéia para novas  candidaturas femininas.”

O Seminário.

O Seminário de Formação “Qual o Lugar de Fala das Mulheres na Política Alagoana? acontece dia 25 de junho das 14 às 18 horas, no auditório do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AL). Uma iniciativa do Instituto Raízes de Áfricas, conta  com o apoio do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AL) e Coletivo Substantivo Feminino: Política, Mulheres e Sororidade.

A ação tem como objetivo propiciar espaços de conhecimentos e troca de experiências, visando a discussão de conteúdos que subsidiam uma  analise substantiva  sobre a importância da inserção  das mulheres nos espaços políticos, lugares de poder.

O Seminário discutirá também a pauta, politicamente, histórica que é a aprovação, em 22 de maio, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) dos 30% do Fundo Especial de Financiamento de Campanha que devem ser gastos em candidaturas de mulheres, como também a decisão que 30% do horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão será destinado a candidaturas femininas.

Tem entrada franca para todos os públicos femininos.

Sua presença será de suma importância.

Para se inscrever copie e cole o link abaixo.

 

https://www.doity.com.br/seminario-de-formacao-qual-o-lugar-de-fala-das-mulheres-na-politica-alagoana