Foto: Getty Images A07b10b2 2775 4a64 ade6 70291c7dbf6c

No segundo jogo deste sábado na Copa do Mundo da Rússia, Argentina e Islândia fazem a sua estreia no grupo D. E o duelo entre eles começou antes mesmo da bola rolar, com show das duas torcidas durante o hino nacional de seus respectivos países.

Já com a bola rolando, o jogo foi bastante agitado no primeiro tempo. A Argentina assustou o seu adversário logo no começo da partida após uma bola parada que foi desviada pelo lateral Tagliafico, tirando tinta do goleiro Haldorsson.

Dois minutos depois, no entanto, após uma saída de bola errada de Marco Rojo, a Islândia recuperou a bola e perdeu uma ótima oportunidade de sair em vantagem na partida com o meia Bjarnason.

Muito marcado, Messi só teve a primeira chance de gol aos 16 minutos da etapa inicial. Após jogada individual, o camisa 10 argentino bateu colocado de fora da área, obrigando o goleiro adversário a fazer uma boa defesa.

E de tanto assistir, a Argentina abriu o placar. Aos 19 minutos, Aguero dominou dentro da área e de perna esquerdo fez uma linda finalização colocando o time sul-americano a frente do marcador.

A Islândia, no entanto, não desistiu. E aos 23 minutos o atacante Finnbogason não perdeu a chance que teve após rebote do goleiro Caballero. Ele só teve o trabalho de empurrar para as redes, empatando o jogo.

Daí em diante nossos hermanos tiveram controle da partida até os 42 minutos, mas sem conseguir furar o forte sistema defensivo adversário, enquanto a Islândia levou perigo nos últimos minutos da etapa inicial.

No início do segundo tempo, a partida seguiu aberta para as ambas, mas nenhuma grande chance foi criada pelas seleções.

Até que aos 16 minutos o meia argentino Meza se enroscou na área com o defensor da Islândia e o árbitro assinalou pênalti. Na cobrança, Messi bateu e o goleiro Halldorsson defendeu. Daí em diante, o jogo caiu de rendimento.

A única jogada de perigo argentina foi criada aos 35 minutos novamente com Messi que quase colocou a sua seleção em vantagem após um chute fora da área que passou raspando a trave islandesa.

Precisando da vitória, o técnico Sampaoli tirou Meza e colocou Higuain em campo. A Argentina então se jogou ao ataque, mas foi parada pelo goleiro adversário que se tornou um dos principais nomes da partida.