Bbdb9ce8 d0dd 4896 ad5c 703d1d8fb606

“A gestão da Segurança Pública no Brasil se tornou um conto de fadas onde a bruxa, o dragão e toda sorte de vilões e malfeitores se beneficiam com as leis impostas pelo rei e o heroico cavaleiro fica sem cavalo, sem armadura reluzente e sem sua espada. Um conto de fadas muito cruel esse.”

Assim terminava o meu primeiro artigo publicado há mais de dois anos atrás aqui no CadaMinuto. Viriam ainda outros 135 contando com este derradeiro. Tudo graças ao convite do amigo Luís Vilar e todo o espaço disponibilizado de forma tão generosa pelo pessoal do Portal. Tive o prazer e a honra de figurar entre os mais lidos com todos os textos publicados, milhões de acessos e, agora, olhando lá atrás, pude constatar o quanto a regularidade de escrever pelo menos um artigo por semana é saudável para concatenar nossas ideias, organizar e aprimorar nosso pensamento e escrita.

Que pese – e muito! – a liberdade absoluta, irrestrita mesmo, que tive para publicar. Nunca houve uma só vírgula de censura ou qualquer “senão”. Deram-me, em plena confiança, a possibilidade de publicar qualquer coisa, sobre qualquer assunto, falando sobre qualquer pessoa e, mesmo que jamais tenham insinuado absolutamente nada sobre isso, sei bem que algumas velhas raposas políticas regionais não gostavam nem um pouco quando eram alvo de minhas críticas.

O que seria da humanidade se não fosse o seu caminhar? Sigo caminhando! Parto para um novo desafio, em outro veículo, de outra região, mas com o mesmo firme propósito de levar informação e boa reflexão sobre os temas que me são tão intrínsecos. A casa será nova, mas a luta é antiga e necessária!  Despeço-me deste espaço agradecendo a todos, mas em especial ao amigo Luís Vilar, por essa parceria fantástica de mais de dois anos, sabendo que deixo para atrás apenas o virtual, pois o real seguirá sempre comigo. Muito obrigado por cada caractere, cada espaço, cada vírgula e por “CadaMinuto” que aqui estive!