Ascom/Porto Calvo C3205820 6be6 4a7b 8e72 03f6b8fd46a2 Prefeito David (camisa vermelha) mostrando a realidade atual do órgão

 Por conta do badalado anúncio que tomou conta nos meios de comunicação, sobre o fechamento do Matadouro público de Porto Calvo, determinado pela Justiça alagoana, foi que ontem, terça-feira, o prefeito David Pedrosa (MDB), convidou  o promotor da 2ª vara cível Adriano Jorge de Barros, a fim de visitar as instalações do órgão, sobretudo para mostrar a atual condições de seu funcionamento. O detalhe é que a Promotoria de Justiça pediu a paralisação das atividades do referido Matadouro, com base num relatório da Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal), datado de 28 de julho de 2017.

“Há uma divergência do que está no relatório para a realidade atual do prédio. Nesta quarta-feira, na audiência vou pedir a revogação da liminar e determinar  a reabertura do Matadouro” disse Adriano Jorge, ressaltando que em meio a essa polêmica, pedirá a Adeal que faça uma nova avaliação no prédio e de suas condições gerais.

“Fizemos uma reforma no Matadouro e esse é o único que funciona na região Norte. Investimos em várias mudanças e adequações, seguindo as exigências dos órgãos fiscalizadores” disse o prefeito David Pedrosa, esperançoso para que a audiência desta quarta-feira reverta à decisão da Justiça. O prefeito por sinal, também já convidou técnicos da Adeal para uma nova inspeção.