Divulgação 688bfd17 a39c 43e7 8835 ffa4e320d016 Medida atinge até o salário do próprio prefeito Eraldo

Por meio da Prefeitura de Delmiro Gouveia, é que a partir desta quarta-feira, 6,  entra em vigor um decreto temporário que demonstra a preocupação da administração pública em conter parte da crise que ainda contamina economia brasileira. A meta é trazer mais investimentos em setores como saúde e infraestrutura. Pois foi na segunda-feira desta semana, que o prefeito Padre Eraldo  anunciou uma série de medidas visando diminuir mais de R$ 1 milhão em gastos no transcorrer de três meses. Na verdade, o plano é alcançar uma redução acima de 350 mil reais nas despesas mensais, com cortes que incluem até no salário do próprio prefeito.

 

“O objetivo dessa nossa atitude é organizar as finanças do município diante da queda dos repasses do Governo Federal, com FPM e, principalmente, as relativas ao recurso de ICMS nesses primeiro semestre de 2018, que, comparado à soma total do arrecadado  nos cinco primeiros meses de 2017, teve queda de mais de 50% de repasse, representando a maior expressão financeira”, comentou o prefeito Eraldo.  

 

O alvo da medida atingirá os salários dos servidores comissionados e contratados, sobretudo aqueles com vencimentos acima de dois mil reais; com redução de até 30%.  “Nós sempre tivemos muita organização com as finanças de Delmiro, e isso pode ser comprovado facilmente: tiramos a Prefeitura das pendências do CAUC, que é o SPC dos municípios, o que possibilitou muitos avanços. Administrar o dinheiro público exige muita disciplina, cautela, e acima de tudo, planejamento”, finalizou Padre Eraldo.