Divulgação 359c5fd1 665e 45e9 9823 720aa6cdfbb4 Jornalista Maria Aparecida

Acusada de calúnia, a jornalista alagoana Maria Aparecida de Oliveira, de 68 anos, foi presa na manhã desta segunda-feira, 23, por decisão da 3ª Vara Criminal de Alagoas. A informação foi confirmada à reportagem do CadaMinuto pelo advogado da ré, Cleto Carneiro.

 

Segundo ele, a prisão ocorreu por volta das 11h da manhã, na residência da jornalista, localizada no bairro Farol.

 

“Ainda não tive acesso ao processo, que corre em segredo de justiça, mas a decretação da prisão pelo juiz titular da 3ª Vara Criminal, Carlos Henrique Pita Duarte, e o cumprimento do mandado, pelo juiz substituto, Antônio Barros Da Silva Lima, ocorreram em razão de um processo por calúnia”, afirmou Cleto Carneiro, reforçando o sigilo do referido processo.

 

O advogado não informou onde a jornalista está presa.

 

Informações de bastidores dão conta que a decretação da prisão - por calúnia, difamação e coação de testemunhas - deriva de uma ação movida pelo procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça, onde acusa Maria Aparecida de divulgar, nas redes sociais e em um blog, denúncias sem provas contra ele.

 

O Ministério Público Estadual, no entanto, não confirmou a informação. Conforme a assessoria de Comunicação do MP, o processo está sob segredo de justiça e o procurador não irá se pronunciar sobre o assunto.