Divulgação 890223c0 158c 49d4 ac63 82303fe9d266 Flaubert Filho

Um vídeo que circula  nas redes sociais  mostra na manhã desta terça-feira, o desespero do ex-prefeito de Viçosa, Flaubert Filho tentando a todo custo entrar num prédio onde funcionam a Prefeitura, a Câmara de Vereadores e a Secretaria de Educação, a fim de filmar com um aparelho de telefone celular, segundo o próprio, algumas irregularidades do prefeito Davi Brandão; entre elas o serviço de transparência dos gastos públicos. É que dois fortes seguranças barraram o ex-prefeito, em meio a uma cena que por pouco não saiu agressões físicas.

Informações dão conta de que Flaubert já vinha fazendo esse tipo de “trabalho” em outras ocasiões, sempre filmando os setores burocráticos ao tempo em que fazia narração dos problemas existentes, como forma de denunciar por vídeo nas redes sociais seu adversário Davi Brandão. Pois para impedir esse tipo de ousadia, ao que parece  o prefeito Davi resolveu investir na segurança da Prefeitura, sobretudo contratado um policial civil de uma boa estrutura física, a fim de impedir justamente o inusitado cinegrafista amador, que também tem dado uma de repórter pela cidade.

Tom de ameaça

Sobre o episódio de hoje, o filho de Flaubert Filho, Flavius postou no Facebook: "Só um recado! Flaubert Filho está desempenhando um papel de bom cidadão denunciando uma quadrilha que esta assaltando nossa Viçosa. Jamais utilizou de qualquer tipo de artifício de violência. Hoje colocaram um policial civil na porta da Prefeitura para impedir que ele entrasse. Não se esqueçam que ele tem filho, e que Deus me livre de um filho da puta desse machucar meu pai e Deus livre o agressor também!”

Histórico

Flaubert Torres que também já foi deputado estadual, graças ao afastamento de um monte de “taturanas” teve a oportunidade de comandar na gestão passada a Prefeitura de Viçosa  durante dois mandatos seguidos. Mas, o último foi bastante trágico, sobretudo para a sua carreira política. É que a Justiça o afastou do cargo, por suspeita de improbidade administrativa; isso em maio de 2015. A então vereadora Micheline Fernandes (PV) sua ex-aliada contribuiu de forma espetacular junto com o MPE/AL, para a  queda do homem, por meio de denúncias. O então vice-prefeito, Manoel dos Passos, o Vô como é conhecido, foi quem comandou por um ano e meio o restante do referido mandato.   

Confira o vídeo gravado pelo ex-prefeito :