F8c0123d 303f 47ea 935b 7a480ac56dae

A desistência da candidatura ao governo de Alagoas do prefeito de Maceió, Rui Palmeira, é o melhor e maior presente que o governador Renan Filho poderia receber no período que antecede à Páscoa.

       Os tucanos sem candidatura competitiva eleitoralmente são a certeza de vitória do governador Renan Filho por WO, ou seja, sem competidor forte ou com candidato com baixa densidade eleitoral.

É vitória garantida do governador; não é necessário instituto de pesquisa aparecer com análise mirabolante.

A única saída competitiva dos tucanos é a reentrada de Teo Vilela no jogo. Teo Vilela convencido a disputar as eleições, aí, sim, haverá novamente disputa para valer. Caso contrário, é pró-forma.

A disputa para o Senado fica mais fácil para a reeleição de Renan Calheiros, o sonho do veterano senador.

Renan Calheiros e Biu de Lira vão realizar dobradinhas no interior. As bases de Biu e Renan são essencialmente as mesmas: prefeitos, ex-prefeitos, futuros candidatos a prefeito. Todos ou quase todos vão querer agradar aos dois senadores, afinal são duas vagas ao Senado.

O fogo de palha dos deputados Maurício Quintela e Marx Beltrão também sumiu com a desistência de Rui Palmeira. Aliás, ambos nunca foram seriamente candidatos a senador; estiveram e podem até por mais alguns dias continuarem a dizer que serão candidatos, mas ninguém do mundo político acredita.

Os dois deputados, Marx Beltrão e Maurício Quintela, vão precisar ainda por muito tempo do foro privilegiado. Têm processos em andamento.

Alfredo Gaspar tem se valido da função de membro do Ministério Público para se capitalizar como uma alternativa. É um neófito nesse ambiente. Mesmo com gosto de sangue na boca, rangendo os dentes, não é páreo para Renan e Biu de Lira. 

Os antigos políticos mineiros diziam: “eleição e mineração, só depois da apuração”.

Renan Filho e Renan Calheiros, pai, intimamente agradecem mais uma vez aos tucanos, por razões diferentes: na eleição anterior, Teo Vilela, deixou o senador Biu de Lira sem teto. Os tucanos lançaram um candidato pró-forma para ajudar os Renans.

Agora é a vez de Rui Palmeira, por motivos ainda não revelados, ofertar o presente de Páscoa aos Calheiros.