Divulgação C9180c1d c1ec 432c b9c5 20e8fe8b1f1c José Rocha (aposentado) Eduardo Sarmento (diretor financeiro) Zilneide Lages (Presidente do STPLAL) Hilder Rafael (contador) Maria Luiza (Vice Presidente/Aposentada)

Em resposta a uma matéria publicada neste blog, no dia 8 de março do corrente ano, que fala a respeito da criação de um sindicato dos aposentados dos servidores da Assembleia Legislativa, a presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Poder Legislativo de Alagoas (STPLAL), Zilneide Lages esclarece que  sempre lutou por toda a categoria, independente do servidor ser ativo ou inativo. “Neste sentido, não procede à informação de que este sindicato não se empenha em defesa dos aposentados e os trata com desprezo”, disse.

Zilnelde Lages lembra que desde 1989, ano de criação do STPLAL, que o sindicato luta por toda a categoria seja por melhoria salarial, seja em ações judiciais. Como exemplo, a presidente cita uma ação em que os aposentados ficaram sem receber um reajuste de 4,2% dado em agosto do ano passado aos ativos. “Ao sabermos desta informação, comunicamos imediatamente ao Tribunal de Justiça e já em outubro os aposentados puderam receber este percentual de reajuste salarial. Agora, estamos concluindo os cálculos para que possamos informar novamente ao Tribunal de Justiça, os valores exatos para que os aposentados e pensionistas possam receber os dois meses que ainda faltam”, esclareceu.

A presidente do STPLAL disse ainda nunca foi a uma reunião com a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa discuti data base e acordos coletivos sem contemplar aposentados e pensionistas. “É evidente que os servidores ativos possuem uma demanda maior por estarem na atividade da profissão, como é o caso de férias a abono permanência, por exemplo, porém, quando se trata de dissídio coletivo e de direitos dos servidores, a ação judicial e as negociações são para todos, como é o caso da ação que trata do subteto salarial que irá contemplar muito mais os inativos do que os ativos”, afirmou.

Por fim, Zilneide Lages informou que pensando exatamente nestes servidores inativos da Assembleia Legislativa que na composição de sua chapa, a vice-presidente, Maria Luiza Nunes e o presidente do Conselho Fiscal, José Rocha de Carvalho são aposentados e que representam bem a categoria. “O que tem que ficar bem claro é que o trabalho do sindicato é voltado para toda categoria. Não temos preferências, inclusive, acompanhamos mensalmente todo o trâmite salarial dos aposentados e pensionistas junto ao AL Previdência buscando informações e atendendo a todos que nos procuram. A categoria é uma só, sempre vou lembrar e lutar por isso, até porque, juntos somos mais fortes”, concluiu.