Crédito: Sintect/AL/ Arquivo 0e47caeb 4652 4aee b3dc e9cffe7ce2a1 Trabalhadores dos Correios

Começa nesta segunda-feira (12) a paralisação por tempo indeterminado dos trabalhadores dos Correios e adesão prevista em Alagoas é para 100% da categoria, de acordo com Sindicato dos Trabalhadores na Empresa de Correios e Telégrafos em Alagoas (Sintect-AL).

Em todo o país, os trabalhadores lutam contra mudanças no plano de saúde da empresa, que preveem o pagamento das mensalidades pelos funcionários e a retirada de dependentes dos contratos.

Mas em Alagoas, segundo Altannes Holanda, o sindicato busca conseguir a contratação de novos trabalhadores para tentar “equilibrar” o quadro atual de funcionário. “As últimas contratações ocorreram em 2011 e depois disso mais de 300 trabalhadores pediram demissão. Nós queremos repor essas vagas”, disse Hollanda.

Segundo ele, mais de 250 aprovados no último concurso público realizado pelos Correios ainda em 2011 aguardam pela convocação. “Eles já foram aprovados no teste físico e esperam agora a convocação. Nós conseguimos prorrogar a validade do concurso, mas até hoje não houve nenhum contrato”, completou o sindicalista.

Entre outras reivindicações, os trabalhadores são contra as alterações no Plano de Cargos, Carreiras e Salários; a terceirização na área de tratamento; a privatização da estatal; a suspensão das férias dos trabalhadores; a extinção do diferencial de mercado e a redução do salário da área administrativa.

Nesta segunda, as manifestações em Maceió são concentradas em frente ao CDD Ponta Verde, no bairro da Jatiúca, de onde os trabalhadores sairão em caminhada em direção ao Ministério Público do Trabalho em Alagoas, onde entregarão um ofício relatando todos os problemas enfrentados pelos trabalhadores.