Foto: Assessoria/Arquivo 2e0f2983 9672 4d47 ae3d 179a4a918926 Deputado Rodrigo Cunha

 

O deputado estadual Rodrigo Cunha (PSDB) repercutiu, na tribuna da Assembleia Legislativa (ALE) nesta quinta-feira, 08, a notícia de que, após inspeção realizada na Maternidade Santa Mônica, representantes do Ministério Público Estadual e Ministério Público Federal constataram que os 26 leitos inaugurados no começo da semana na unidade de saúde não possuem estrutura mínima para funcionamento.

 

O parlamentar classificou de “escândalo” e “grave” as informações colhidas in loco pela promotora de justiça Micheline Tenório e pela procuradora da república Roberta Bomfim, acerca da falta de equipamentos, insumos, medicamentos e de pessoal na unidade de saúde.

 

“É lamentável ter que usar essa tribuna para falar de algo que já era previsto... Infelizmente, no dia de hoje, dia da mulher, um fato como esse”, disse Cunha. Ele também pediu “bom senso” ao governo do Estado quando os leitos começarem a operar: “Os leitos não estão funcionando, mas o governo vai colocar para funcionar em algum momento e espero que dessa vez não seja feita uma terceira inauguração de algo que está parado”.

 

Na sessão de terça-feira, 06, Rodrigo Cunha já havia criticado a comemoração e a publicidade dadas à abertura dos leitos, lembrando que a inauguração deles já havia ocorrido em 2015.

 

Em aparte, a deputada Jó Pereira (MDB) apelou para que o governo do Estado adote as providências para que os leitos funcionem adequadamente: “Trata-se da única maternidade de alta complexidade que atende todo o Estado e são leitos que salvariam vidas, mas hoje foi constatado pelos ministérios que eles não têm condições de funcionar”.