Foto: Bruno Levy/CadaMinuto 7d5429c8 2e6d 42b7 9bb7 2d017858f83e Programa Ronda no Bairro foi lançado no Jacintinho

O número de homicídios em Alagoas no mês de fevereiro reduziu mais de 40%, em relação ao mesmo período do ano passado. Em Maceió, a redução passa dos 50%. Os números foram apresentados pelo secretário de Estado da Segurança Pública de Alagoas (SSP/AL), Lima Júnior, na manhã desta quinta-feira (8), durante a solenidade de apresentação do programa Ronda no Bairro Orla, no hotel Hitz Lagoa da Anta.

De acordo com informações da assessoria de Comunicação da SSP, dados do Núcleo de Estatística e Análise Criminal (Neac) mostram que foram registrados 115 crimes em fevereiro contra 202 no mesmo período do ano anterior. Uma redução de 43,1% no número de homicídios em 2018.

Já em Maceió, a redução foi ainda maior: 51%. Ao todo, a capital contabilizou 36 homicídios, contra os 73 crimes registrados em fevereiro do ano passado.

Segundo a assessoria, em Arapiraca também houve queda no número de homicídios. Em fevereiro de 2017 foram 15 mortes, enquanto este ano, foram apenas sete: uma redução de 53,3%. Este é o segundo mês consecutivo em que houve redução de homicídios no Estado.

Em janeiro de 2018, Alagoas contabilizou uma redução de 23% no número de crimes contra a vida. Diferente do ano passado, quando o Estado teve que conter uma guerra entre facções criminosas, que resultou no aumento de homicídios, o panorama de 2018 mudou para melhor.

O número alcançado em fevereiro também é uma marca histórica, sendo a segunda maior redução dos últimos dez anos, ficando atrás apenas do resultado obtido em julho do ano passado, quando ocorreram 111 homicídios.

Para o governador Renan Filho, a redução da violência verificada em Alagoas é resultado de ações articuladas, de investimentos em infraestrutura e programas eficientes, a exemplo do Força Tarefa e o Ronda no Bairro.

“Na Segurança Pública, todo dia é segunda-feira. Todo dia você tem que fazer coisas novas, se reinventar, porque o criminoso se reinventa. Ele muda de crime, muda de bairro, muda de estratégia. Então, a polícia precisa estar sempre atenta, para também se reinventar e continuar combatendo a violência em Alagoas. Enquanto o Brasil balança, os estados vivem muitas dificuldades até para pagar salários, aqui a gente realiza concursos públicos, convoca as reservas técnicas, contrata policiais nos dias de folga, adquire mais viaturas e novos equipamentos”, avaliou Renan Filho.

O secretário da Segurança Pública afirmou que os números de fevereiro são bastante positivos e mostram o resultado do trabalho integrado entre as forças policiais de Alagoas. Ele também destacou que os investimentos realizados foram decisivos para dar cara nova à Segurança Pública de Alagoas.

"É uma marca extremamente importe e significativa. Todos sabemos que enfrentamos um início muito complicado no ano passado, devido às guerras entre facções. E este resultado mostra duas coisas: que não nos curvamos diante da criminalidade e que trabalhamos de forma técnica para estabilizar a situação. Hoje é um dia de muita alegria, também, por ver mais um programa como o Ronda no Bairro avançar para proteger a sociedade alagoana", afirmou Lima Júnior.

*Com Agência Alagoas

*Com Ascom/SSP