759b45d7 ea76 45a8 b8e8 600e425a5fe0

O prefeito de Maceió, Rui Palmeira, inaugurou, nesta quinta-feira (08), equipamentos públicos no bairro Rio Novo. Foram entregues a Escola Municipal João Feitosa, o Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Mestra Virgínia Moraes da Silva e o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do Rio Novo.

Os novos equipamentos vão beneficiar as 900 famílias do residencial Rio Novo, entregue pela Prefeitura de Maceió em 2016, por meio do programa Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal, além de toda a comunidade do bairro. ”Entregamos esse conjunto aqui em Rio Novo. A população já esperava pela entrega desses equipamentos, e hoje, Dia Internacional da Mulher, nada melhor do que entregar uma creche, uma escola e um CRAS, que vão prestar um grande serviço a essa comunidade”, destacou o prefeito Rui Palmeira.

O vice-prefeito, Marcelo Palmeira, ressalta o papel social desses equipamentos. “Esses equipamentos representam um ganho social muito grande para a comunidade do Rio Novo. Esse resindencial foi entregue por nós e agora está totalmente equipado e pronto para atender a comunidade”, pontuou.

O Cras do Rio Novo, equipamento da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), tem capacidade para atender cerca de 3 mil famílias da região que terão acesso aos programas sociassistenciais. Essas famílias em vulnerabilidade serão acompanhadas pelo Centro, por meio do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (Paif).

Segundo a secretária municipal de Assistência Social, Celiany Rocha, a região é vulnerável e necessita de um equipamento como esse. “O IBGE e dados técnicos da própria Semas apontam que o Rio Novo é uma das regiões mais vulneráveis da capital. Por isso é fundamental um Cras aqui. Ele é porta de entrada da Assistência Social. Vai ofertar uma variedade de programas socioassistenciais em um local mais próximo de suas casas, sem precisar se deslocar pagando transporte para outro bairro”, disse a secretária.

A comunidade também terá acesso a atividades diárias dos grupos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) para crianças, adolescentes e idosos, que possibilitam a troca de experiências, incentivando a socialização e o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários.

A Prefeitura também levou equipamentos que vão reforçar o acesso à educação no local. O Cmei Mestra Virgínia tem capacidade para atender 60 alunos em tempo integral e 120 alunos em dois turnos. O Centro Municipal de Educação Infantil possui quatro salas de aula, playground, área de estacionamento, cozinha e banheiros revestidos com adaptações para alunos, dentro do que determina o Ministério da Educação (MEC). A obra teve o valor aproximado de R$1.200.000,00 (um milhão e duzentos mil reais).

Já a Escola Municipal João Feitosa tem capacidade para atender 216 alunos em tempo integral ou até 432 alunos em dois turnos. Sua estrutura conta com seis salas de aula, sala de leitura, de informática e cozinha industrial. A obra recebeu o investimento de cerca de R$ 1.100.000,00 (um milhão e cem mil reais).

“Um dia feliz,  Dia da Mulher e nós aqui com três entregas importantes, honrando o compromisso do prefeito Rui Palmeira com a Educação e a Assistência Social. Hoje já temos 75 crianças matriculadas no Cmei e mais 65 matriculadas na escola de ensino fundamental e ainda tem vagas para atender a comunidade”, disse a secretária municipal de Educação, Ana Dayse Dórea, que também estava presente ao evento.

A população já entende a importância e comemora os ganhos da chegada de equipamentos como esses. “Quem ganhou foi a nossa comunidade. Eu queria agradecer ao prefeito Rui Palmeira, ao vice-prefeito Marcelo Palmeira, a todos vereadores que aqui estão, aos conselheiros tutelares, e aos que contribuíram para a chegada desses equipamentos. Estou muito feliz e grata por essa conquista”, comemorou Cícera Matias de Oliveira, presidente da Associação de Moradores da região.

A Prefeitura já trabalha para levar mais serviços e equipamentos para a região. “Nós esperamos num curto espaço de tempo entregarmos também a Unidade de Saúde. Gostaríamos que todos os empreendimentos do Minha casa Minha Vida fossem entregues já com os equipamentos, como foi o caso desse. Nós estivemos em Brasília, e eu solicitei ao ministro das Cidades os recursos para poder construir os equipamentos nos residenciais que ainda não têm, porque o Governo Federal cortou esse recurso à época, mas já está no planejamento para iniciarmos a construção desses equipamentos em outros conjuntos”, finalizou o prefeito Rui Palmeira.