77572737 3aac 4abd b56a 4a054cbcaa0e

O presidenciável João Amoedo (Novo) começou a caminhada pelo país com sua pré-candidatura. O Novo tem o desafio de conseguir tornar Amoedo conhecido no pleito.

O candidato ainda figura nas últimas posições das pesquisas eleitorais. Porém, o partido – como tem colocado o líder da legenda em Alagoas, Tibério Rocha Júnior – tem acreditado no potencial e na possibilidade de um “outsider” ganhar destaque diante da crise política vivenciada.

Com ideais pautados pelo liberalismo econômico, Amoedo tem uma plataforma de campanha na defesa da redução do Estado e do fortalecimento do setor produtivo.

Crítico ao estamento burocrático vigente, o Novo optou por montar sua estrutura partidária e fazer campanha sem o auxílio do fundo partidário.

Um outro desafio da agremiação será a ausência de coligações e candidaturas em todas as esferas. Todavia, investe no discurso de uma direita com viés liberal.

Sobre as candidaturas, em Alagoas, o Novo deve lançar nomes ao Legislativo estadual e federal. A advogada Maria Ferro já é uma pré-candidata à Câmara de Deputados. Tibério Rocha deve ser o único candidato na majoritária pelo Novo. Ele deve disputar o Senado Federal.

Amoedo, entretanto, não é o único “player” do jogo nesse sentido (com um discurso à direita). O empresário Flávio Rocha também busca esse perfil e o presidenciável e deputado federal Jair Messias Bolsonaro (PSL), tem buscado aliar posições conservadoras e a defesa do livre mercado.

As três candidaturas – em que pese as diferenças – possuem um perfil crítico às esquerdas clássicas e ao estatismo.

Com o objetivo de percorrer o país para se tornar mais conhecido entre os eleitores, Amoedo vai estar em Alagoas no próximo da 28 de março. Ele participará de evento na capital alagoana ao lado dos candidatos locais.

Estou no twitter:@lulavilar