Divulgação Cc955b72 84b0 4f40 a21f da50556db1b9 Marcius Beltrão:Essa medida não tem nada haver com a crise econômica, sobretudo em se tratando de queda da receita do FPM, como todo mundo pensa

Preocupado com a eficiência administrativa, cujo município trabalha hoje com um saldo positivo de caixa, sobretudo tocando serviços essenciais com recursos próprios; além de investir na contra partida para obras de parcerias com o Governo Federal, foi que nesta quinta-feira, o prefeito de Penedo/AL, Március Beltrão (PDT) que está à frente da Prefeitura pela terceira vez, resolveu adotar uma ousada política de “choque de gestão”, como ele chama. É que entre uma série de medidas econômicas, um decreto publicado nesta quinta, estabelece que todos os cargos comissionados e contratados (cerca de 500) sejam exonerados, com exceção dos secretários  e coordenadores de nível superior.     

 “Essa medida não tem nada haver com a crise econômica, sobretudo em se tratando de  queda da receita do FPM, como todo mundo pensa. Trata-se de uma ação que visa garantir uma política de alinhamento de gestão, a fim de motivar os servidores de forma generalizada. Veja bem, nos próximos dias os dispensados que eram eficientes dentro de suas devidas funções, terão amplas possibilidades de serem convocados aos poucos; pois assim, alcançaremos uma administração dinâmica, cuja meta  é unir determinação profissional para trabalhar em prol de todos” revelou o prefeito Beltrão, afirmando que já teve a oportunidade de adotar esse tipo de política em outras oportunidades, e que o resultado foi bastante satisfatório. “Penedo hoje está transformada  num verdadeiro  canteiro de obras; pois ainda temos cerca de três anos pela frente, a fim de  incrementar nessa politica de desenvolvimento” disse.  

À medida que já entrou em vigor neste primeiro dia de março, não se concentra apenas nas exonerações dos servidores instáveis de  Penedo. Trata-se de um realinhamento que envolve uma questão de economia de um modo geral para o município; como: Suspensão de gratificações e demais vantagens, desde que não estejam dentro de lei, revisão de todos os contratos de locação imobiliária e automotiva, os aposentados que ainda se encontram prestando serviço sejam desligados de suas funções; além de metas para redução, se possível de até  20% do uso de combustível, energia elétrica, material de expedientes afins, desde que não prejudique os serviços essenciais prestados aos cidadãos.