Arquivo CadaMinuto 172009183633assembleia 02 Sede da Assembleia Legislativa de Alagoas

Funcionários da empresa de limpeza - que trabalham na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE) - denunciam que estão há meses sem receber os salários e direitos que são pertinentes aos trabalhadores. 

De acordo com a denúncia que chegou ao Blog na manhã desta quarta-feira, 21, os cerca de 25 prestadores de serviços estão há dois (2), três (3) e até quantro (4) meses sem receber os salários.

Muitos deles, inclusive, estão passando por dificuldades financeiras por conta do atraso nos pagamentos que deveriam ser feitos pela empresa.

O mais interessante ainda, ressalte-se, é que a Casa de Tavares bastos está em dia com os repasses financeiros para empresa que tem deixado seus funcionários sem dinheiro para pagar a passagem de ônibus, alimentação, contas do mês (luz, telefone, água e outras) e Pasmem!: muitos já estão há tempos sem ter o que comer em casa. 

"Tem gente que está há dois, três e até quatro meses sem receber sequer um centavo. Isso é um absurdo! Muitos pais de famílias passando fome e empresa com os repasses financeiros, por parte da Assembleia Legislativa de Alagoas, em dia. A ALE está repassando os valores, enquanto isso, os prestadores de serviços que estão todos os dias no batente permanecem com luz atrasada, água cortada e sem ter o que comer", disse um funcionário da ALE que prefere não se identificar. 

Por outro lado, os 25 funcionários da empresa também cobraram de alguns deputados um posicionamento com relação a empresa que não paga os salários dos prestadores de serviços. Sem resposta dos representantes na ALE, a maneira encontrada foi buscar ajuda da imprensa para mostrar a situação que se encontra os 25 pais e mães trabalhadores do legislativo alagoano. 

"Essas pessoas vêm trabalhar todos os dias, apesar dos salários não pagos e atrasados, e a Assembleia [leia-se os deputados] não se posicionou para ajudar em nada. Agora, quem chega na Casa de Tavares Bastos vê o local limpo, sem sujeira e impecável na limpeza, mas, não sabe que o serviço realizado pelos prestadores não estão sendo pagos pela empresa. O sofrimento é de cada pai e mãe em desespero sem ter o que comer em casa", reforçou o denunciante. 

Ainda no tocante da denúncia, a Diretoria de Comunicação da ALE relatou que a informação oficial é a de que tinha apenas um atraso na liquidação do pagamento referente ao mês de janeiro, devido à implantação do novo orçamento 2018, e afirmou que o legislativo está em dia com os repasses financeiros. 

"Acabamos de conversar com o diretor financeiro da Casa e a informação oficial é a seguinte: tinha apenas um atraso na liquidação do pagamento referente ao mês de janeiro devido à implantação do novo orçamento 2018. Porém, este mês já foi pago pela Assembleia. A Casa está em dia. Não existe outro mês em atraso. Fevereiro só será pago após o encerramento do mês. É bom deixar bem claro: da parte da Assembleia Legislativa não há pendências hoje com essa empresa prestadora de serviço", explicou a nota da Diretoria de Comunicação. 

Resposta da empresa

Em contato com o dono da empresa, Vomário Mendes, o blog foi informado que algumas informações são "fantasiosas" por parte dos funcionários. Segundo o que relatou VM, o atraso dos salários é referente aos dois meses e que serão pagos neste mês de fevereiro. 

"Não existe essa informação de quatro salários atrasados. São informações fantasiosas por parte de alguns funcionários. Inclusive, estou agora em reunião aqui na Assembleia Legislativa para definir o pagamento dos prestadores de serviços. A empresa estará pagando amanhã, 22, um mês. Provavelmente, até o fim deste mês, estaremos conluindo o restante que falta que outro um mês", explicou Vomário Mendes. 

Redes Sociais: Kleversonlevy  

Email: kleversonlevy@gmail.com