Foto: Ascom ALE 18e67f57 41be 433b be04 c905abcf17c4 Léo Loureiro

No primeiro discurso do ano na Assembleia Legislativa (ALE), o deputado Léo Loureiro (PPL) usou a tribuna na tarde desta terça-feira, 20, para criticar e negar a informação - veiculada originalmente pela Agência Tatu de Jornalismo de Dados – e a reprodução da notícia de que foi o parlamentar que mais faltou às sessões ordinárias em 2017, com 51%.

Sem citar nomes, Loureiro destacou que o portal responsável pela coleta de dados no Portal da Transparência realizou uma pesquisa incorreta e de “má fé”, sem levar em conta que ele – como suplente do deputado estadual João Beltrão (PMDB) – não atuou como parlamentar durante todo o ano.

Afirmando ser um dos deputados mais assíduos do parlamento, o deputado solicitou ao presidente da Casa, Luiz Dantas (MDB) um levantamento no site institucional “para que não ocorram outras injustiças”.

Dantas garantiu que, junto ao setor competente, irá apurar as informações para trazer ao plenário a verdadeira posição sobre o assunto.

Loureiro também criticou os veículos de comunicação que repercutiram a notícia divulgada pela agência: “O jornalismo estava sem pauta para perto do carnaval e pensou: vamos falar mal da assembleia ou de algum deputado”.

Em aparte, vários deputados se solidarizaram com o colega e atestaram sua assiduidade na Casa. O primeiro deles, Antonio Albuquerque (PTB), lamentou o que considerou o sentimento equivocado de que “quanto mais hostilizar os homens públicos melhor” e afirmou que, embora exerça um papel fundamental, a grande imprensa trabalha de forma árdua para destruir a família.

Confirmando a assiduidade do colega, Rodrigo Cunha (PSDB) afirmou que a ALE cumpre seu papel ao tornar públicas informações como a frequência dos deputados e sugeriu ao presidente que acrescente informações em relação ao ranking, por exemplo, como data em que o suplente assumiu a cadeira.

Os deputados Francisco Tenório (PMN), Bruno Toledo (PROS), Inácio Loiola (PSB) e Luiz Dantas também acompanharam o pronunciamento.