Foto: Facebook Eaf6c8fa 4570 452c 9270 f276905125ca Defensor Público Othoniel Pinheiro disse que vai disputar uma vaga na ALE

Agora está decidido! O Defensor Público Othoniel Pinheiro disse a este Blog que colocará seu nome à disposição de seu partido para disputar uma das 27 vagas na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE). 

Filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT), Pinheiro ressaltou que está colhendo apoios de lideranças ligadas ao setor de educação, profissionais da área jurídica, estudantes, integrantes de correntes progressistas e pessoas que vislumbram a construção de novos caminhos para o Estado de Alagoas.

Em texto enviado a este espaço, o Defensor Público explicou que abrirá  o diálogo com a sociedade alagoana no sentido de construir um debate visando o exercício responsável, transparente e fiscalizador. 

“Vamos abrir o diálogo com a sociedade alagoana no sentido de construir um debate visando ao exercício responsável, transparente, fiscalizador e eficiente da função parlamentar, buscando a efetividade dos direitos das pessoas, especialmente em épocas de uma Assembleia Legislativa tão desacreditada”, destacou Othoniel.

Professor da Unit, Doutor em Direito pela UFBA, mestre em Direito pela UFAL e autor da coleção Curso de Direito Constitucional publicada em 3 volumes, o petista - antes no Psol -  ainda falou com este jornalista sobre o cenário político que se desenha para 2018.

Indaguei também qual seria a opinião dele sobre a atual legislatura na Casa de Tavares Bastos, diante de tantos fatos negativos que envolvem parlamentares e o nome da ALE em atos de corrupção. 

"A imensa maioria dos deputados estaduais não está sintonizada com os anseios da população. Há muitos gabinetes que escondem os detalhes dos gastos do dinheiro público, há muita troca de favores e relações espúrias. Não podemos esquecer também que a função do Poder Legislativo, além de legislar, é a de fiscalizar os atos do poder público, seja em que poder e lugar for. Isso deve ser feito com independência. Outra premissa de suma importância na condução dos trabalhos diz respeito ao preparo de cada deputado para analisar os projetos que tramitam na Assembleia, a fim de evitar a aprovação de projetos esdrúxulos e que, posteriormente, possam ser anulados pelo Poder Judiciário, acarretando desperdício de trabalho, tempo e dinheiro público", comentou. 

Por fim, Othoniel Pinheiro enfatizou que no parlamento é preciso fazer valer a defesa da execução de programas que não saem do papel e a defesa dos investimentos para o alavanque da economia estadual. 

"Enfim, eu entendo que é sempre possível, dentro do próprio parlamento alagoano, a defesa adequada e dentro das normas constitucionais, da valorização dos funcionários públicos, de melhores condições de trabalho para os agentes da segurança, da saúde e da educação, a defesa da execução de programas que não saem do papel e a defesa dos investimentos para o alavanque da economia estadual, que devem ser conduzidas pelo parlamentar por meio de canais de negociação com os demais órgãos públicos, bem como, por meio de audiências públicas na Assembleia Legislativa", concluiu o pré-candidato. 

Portanto, a eleição de 2018 terá bons (e novos) nomes em análise para o eleitor.

Acredita-se, no entanto, que o pleito de outubro terá grandes surpresas e o povo saberá escolher seus representantes na Câmara dos Deputados (9 vagas), Senado Federal (2 vagas) e Assembleia Legislativa de Alagoas (27 vagas).

Será?

Redes Sociais: Kleversonlevy  

Email: kleversonlevy@gmail.com