Cada Minuto 6deb508b 0dfc 450d ace3 7065e1b6c161 Téo anuncia que não vai concorrer ao Senado

O ex-governador de Alagoas, Teotônio Vilela Filho (PSDB) não vai concorrer ao cargo de senador nas eleições de 2018. A informação foi postada pelo próprio político, na tarde desta segunda-feira de Carnaval (12), em sua página pessoal (face book). Ele é investigado na Operação Caribdis 

Téo Vilela era tido como peça fundamental do PSDB para a formação da chapa tucana para o pleito deste ano. Com a desistência de sua candidatura, o partido partirá para o plano B e tudo indica que seu substituto será o deputado estadual Rodrigo Cunha, mesmo que ainda não confirmado oficialmente.   

Uma reunião ocorrida há duas semanas alinhou que essa seria a opção do PSDB, caso Teotônio não fosse o candidato da legenda. O partido segue formando a frente de oposição e espera confirmar, nos próximos dias, o nome de Rui Palmeira (prefeito de Maceió) como candidato a governador. 

E agora?

A saída de Teotônio Vilela da corrida para o Senado favorece diretamente aos senadores que buscam a reeleição Renan Calheiros (MDB) e Benedito de Lira (PP), mas a possível chegada de Rodrigo Cunha põe ainda mais fogo na campanha eleitoral, já que o tucano é o deputado estadual que mais tem se destacado na Assembleia Legislativa (ALE), conta com ótimo carisma e recebe o reconhecimento dos eleitores pelo seu desempenho político. 

Teotônio Vilela disse que já comunicou sua decisão ao prefeito Rui Palmeira, mas garante que estará firme no apoio à sua candidatura ao governo de Alagoas. O ex-governador aproveitou ainda para agradecer as manifestações de apoio, notadamente pelos resultados das últimas pesquisas que o colocaram como favorito na corrida eleitoral para o Senado.  

Mensagem de Téo Vilela

"Hoje comuniquei ao prefeito Rui Palmeira, presidente do meu partido, o PSDB, que não disputarei o Senado da República agora em 2018, mas que estarei firme no apoio à sua candidatura ao Governo do Estado. Agradeço imensamente à população da minha Alagoas que me coloca bem situado nas pesquisas de opinião pública como candidato a Senador, assim como todas as manifestações de apoio que tenho recebido de lideranças políticas nacionais e locais. A todos, muito obrigado. Depois de três mandatos de senador, dois de governador e por várias vezes presidente nacional e estadual do PSDB, continuarei a contribuir com o meu estado como cidadão. Que Deus abençoe a todos nós".