Foto Ascom PC D7f4c137 601f 4dab 9661 e1bc3800cd43 Polícia Civil localiza veículo de motorista

O veículo do motorista de aplicativo José Walmir foi localizado nesta quarta-feira (07) no município de Bom Conselho, no inteiro do Estado de Pernambuco. 

Uma equipe da Polícia Civil alagoana se deslocou para trazer o carro para Maceió, que deverá ser levado para a delegacia de roubos e furtos de veículos (DRFVC).

O caso

José Walmir tinha 29 anos, era motorista de um serviço de transporte particular de passageiros, que funcionava por meio de aplicativo. Ele desapareceu na noite do domingo, 28 de janeiro, após deixar uma passageira na Rua São Paulo, no bairro Tabuleiro do Martins.  Walmir saiu de casa em um Carro Voyage branco 2012, placa OHF7667.

No começo da terça-feira, 30 de janeiro, ele foi encontrado baleado no braço direito e na cabeça, em um canavial no município de Marechal Deodoro. Na sexta-feira, dia 02, José Walmir não resistiu à gravidade dos ferimentos e faleceu no hospital.

Prisão dos acusados

Depois de quatro dias da morte do motorista de aplicativo José Walmir da Silva Calado, a polícia prendeu nesta terça-feira, dia 06, três homens suspeitos de participar do latrocínio. A polícia chegou até os acusados após rastrear o celular da vítima.

Foram presos Carlos Eduardo Alves da Silva, Djailton da Silva Domingos e José Pedro Tenório Albuquerque. Um quarto integrante do grupo conseguiu fugir. Em coletiva à imprensa realizada na sede da Secretaria de Segurança Pública (SSP) na tarde de hoje, o secretário executivo de Políticas Públicas da SSP, Acácio Júnior, afirmou que um homem identificado como colombiano, que se encontra foragido, seria o autor material do crime.

A polícia informou ainda que na versão dos presos “eles iam deixar o motorista em um matagal, mas o Djailton pediu pra matar José Walmir  uma vez que ele queria ficar com o carro pra rodar também por aplicativo". 

Porém, o plano mudou quando o José Pedro viu a grande repercussão que o caso tomou e então resolveu passar o carro à frente e o vendeu por R$ 2 mil. A polícia informou que já tem informações da pessoa que adquiriu o veículo e que está sendo investigada por compra e venda de carros roubados.