Foto: Natália Cerqueira/CM 21a0a2f5 253a 4698 ab8d bc2805d53674

Fiscais do Ministério do Turismo iniciaram nesta segunda-feira (5), uma operação de fiscalização nos meios de hospedagem de Maceió, para verificar se os prestadores de serviços turísticos estão registrados no Cadastro do Ministério do Turismo (Cadastur). A ação deve acontecer em todos os Estados e no Distrito Federal.

De acordo com os fiscais do Ministério do Turismo, “inicialmente essa é uma ação educativa, para orientar os prestadores de serviços turísticos a se regularizarem. Após as notificações os hotéis, pousadas e Resorts têm o prazo de 30 dias para efetuarem o cadastro. A multa pode chegar a R$ 854mil dependendo do meio de hospedagem”.

Em parceria com a Secretaria de Turismo de Alagoas, até quarta-feira (7) serão realizadas 44 fiscalizações em vários pontos da cidade. Todos os meios de hospedagem de Alagoas que não forem cadastrados serão notificados. A operação já foi realizada no Rio de Janeiro, Roraima e Brasília.

Segundo o Censo de Hotelaria, Maceió possui 179 meios de hospedagem, porém apenas 70 estão formalizados no Cadastur. Segundo a legislação, é obrigatório o registro de meio de hospedagem, agência de turismo, parque temático, acampamento turístico, organizadora de eventos, guia de turismo e transportadora turística.

Para fazer cadastrar o meio de hospedagem basta entrar no site no Cadastur e preencher os dados. O cadastro é gratuito.

*Estagiária