F4f48db3 b5cf 4bc6 a50e 9e28751018d2 Bloco Pinto da Madrugada

Milhares de foliões entre maceioenses, pessoas do interior e turistas de outros estados e países comemoram as prévias carnavalescas na orla de Pajuçara carregados pelo bloco mais tradicional da Capital, o Pinto da Madrugada. Com fantasias que chamam a atenção, muita gente deixou de curtir as prévias carnavalescas da cidade natal para pular na orla mais bonita do Brasil.

É o caso de Maria Madalena que sai todo ano do Rio de Janeiro na época de carnaval para o frevo alagoano. Para ela, a tranquilidade e a alegria dos foliões são os principais fatores que a fazem se apaixonar por Maceió. “É maravilhoso. Podemos brincar tranquilamente. Tem fantasias lindas. Enfim, o carnaval daqui é tudo”, disse Maria.

A carioca quando perguntada qual o carnaval preferido dela entre o Rio e Maceió, nem pensou duas vezes. “Eu prefiro o daqui de Maceió, sem dúvida nenhuma. Eu nem vou lá!”, concluiu a turista aos risos.

 

Ao som do frevo, foliões comemoram a chegada do carnaval (Foto: Bruno Levy/CadaMinuto)

 

A turista chilena Carmen Guadalupe, de 43 anos, veio pela primeira vez a Maceió e se encantou com a alegria dos alagoanos. “É uma energia totalmente diferente. Estou apaixonada por esse povo, essa festa, esse mar. Não há cenário melhor”, afirmou Carmen que tentou alguns passos de frevo enquanto dava entrevista. “É algo que eu não esperava. Superou todas as expectativas. Agora todo ano estarei aqui em Maceió para brincar no carnaval”.

Segurança em todos os lugares

Grande parte dessa tranquilidade vem da Polícia Militar, em esquema coordenado pelo Tenente-Coronel Aloísio, que explicou como está sendo feito toda a segurança das prévias carnavalescas na orla. Ao todo, serão 450 militares a pé e motorizados divididos entre dois turnos que são das 8h às 14h e de 13h até o término.

Segundo o tenente-coronel, a presença constante da PM promove a segurança adequada aos foliões, como também o destaque às câmeras de vídeo-monitoramento que auxiliam ainda mais na hora de combater crimes durante a festa. “Temos uma central de controle no ônibus de videomonitoramento onde todo o corredor da folia e as ruas adjacentes são monitoradas”, disse Aloisio que lembrou que as imagens são gravadas e qualquer delito praticado pode render consequências futuramente ao indivíduo.

 

Policiamento ostensivo busca previnir crimes durante os festejos (Foto: Bruno Levy/CadaMinuto)

 

A PM ainda conta pela primeira vez com o uso de drones, algo que em outros estados já vem sendo praticado em eventos, como a Virada Cultural de São Paulo e o réveillon do Rio de Janeiro. “Onde for constatado algum princípio de tumulto ou  alguma ocorrência que precise da imediata ação da PM, nós deslocamos o policiamento até o local”.

Pinto da Madrugada

A estimativa dos organizadores do Pinto da Madrugada é superar a média dos 200 mil foliões dos anos anteriores. Mais de mil pessoas estarão envolvidas, entre músicos, seguranças, apoio, porta estandarte e cordeiros, que apenas dão suporte às orquestras.

Segundo um dos diretores Hermann Braga, o Pinto é uma festa que reúne toda família e isso é o que o faz especial. “É comum vermos todas as gerações no bloco e muita irreverência com fantasias muito criativas. Crianças, jovens e adultos brincam em clima de muita descontração e irreverência. Acho que o nosso diferencial é, justamente, ser um bloco que promove elos positivos entre as pessoas, com milhares de grupos de amigos, familiares, colegas de trabalhos que se juntam para curtir o carnaval tradicional embalado por marchinhas e frevos”, destacou.

*Estagiário