Uma emenda do deputado Rodrigo Cunha ao Orçamento Estadual para 2018 irá garantir a destinação da sua Gratificação de Dedicação Exclusiva (GDE) ao Programa de Educação Política em Escolas Públicas- PEPE. O parlamentar, que desde seu primeiro ano de mandato tenta destinar a GDE à políticas públicas como ciência e tecnologia, educação e cultura, destaca que o projeto irá contribuir para despertar nos jovens alagoanos o interesse pela política, mostrando na prática como funciona a política e estimulando-os a irem ás urnas.
 

No total, serão destinados mais de R$ 1 milhão para a criação e manutenção do projeto. “O PEPE busca contribuir de forma efetiva para despertar nos jovens o interessem em saber o que é política, sendo uma importante iniciativa apartidária de politização para aumentar a participação deles nos processos eleitorais”, afirmou.
 

Para o parlamentar, a GDE, embora seja legal, é imoral, e pode ser muito melhor aproveitada se destinada à criação de projetos que tenham impacto mais diretamente na população. Para isso, o PEPE irá buscar criar espaços de debates, palestras, além de selecionar jovens para serem multiplicadores dos conhecimentos. “É preciso tirar a visão pejorativa da política, mostrando que todos nós somos agentes políticos, tão bem como estimular e desenvolver o espírito critico desses jovens”, ressaltou Rodrigo.
 

De acordo com o deputado, a emenda teve como estímulo o programa “Fale, Educação!”, de iniciativa do Ministério Público Estadual (MPE), em parceria com o Legislativo alagoano, porém, seu projeto tem pontos diferentes do realizado pelo MPE.

“O Poder Legislativo deve mostrar para a população que a política não tem apenas o lado ruim. O meu  intuito é dar exemplos e conseguir fazer com que os outros Poderes se somem num trabalho digno de cidadania e de respeito ao povo alagoano. Quando falamos sobre política estamos falando sobre escolhas de pessoas conscientes, para que não venhamos a bater recordes de votos nulos, brancos e abstenções”, ressaltou Cunha.