REUTERS/Leonardo Benassatto 6b197214 235a 4f08 bddb 47d0b6a4830a Vacinação contra febre amarela

A preocupação com a febre amarela aumenta e as dúvidas permanecem. Muitos alagoanos estão planejando viajar para aproveitar o carnaval em outras cidades e estão procurando a vacinação para prevenir a doença.

Entretanto, nem todos os estados do Brasil receberam a recomendação do Ministério da Saúde para que as pessoas sejam vacinadas. Os estados mais afetados pela doença são São Paulo e Minas Gerais. Mas também há registros confirmados do vírus no Rio de Janeiro e Distrito Federal.

Em Alagoas, por exemplo, a cidade de Delmiro Gouveia recebeu recomendação do Ministério da Saúde. Mas, segundo a gerente de Vigilância das Doenças Transmissíveis da Sesau, Daniele Castanha, não há casos de febre amarela em Alagoas.

“A recomendação é uma forma de bloqueio para evitar os surgimentos de casos”, informou. A gerente também ressaltou que em Delmiro Gouveia está sendo realizada uma ação preventiva devido à proximidade com a cidade da Bahia.

Viajar para um local que não é de risco. Preciso tomar vacina?

A gerente de Vigilância informou que é preciso que haja uma conscientização das pessoas em relação aos locais que não são considerados de risco.

“Se uma pessoa viaja para uma cidade que não apresenta risco de febre amarela e toma a vacina, ela vai tirar a oportunidade de quem vai viajar para uma cidade que recebeu a recomendação. Não temos vacinas o suficiente para todo o Estado”, ressaltou Daniele.

Vacinação em Maceió

A vacina contra a febre amarela é disponibilizada em três locais de referência:

II Centro de Saúde (Praça da Maravilha) – terças e quintas;

US IB Gatto Falcão (Tabuleiro do Martins) – segundas e quartas;

US Pitanguinha – segundas, quartas e sextas.

 O que é preciso para se vacinar?

A única exigência é que o viajante leve o comprovante de viagem para o local de vacinação (passagem aérea ou de ônibus, comprovante de hospedagem) e documento de identificação.

O macaco transmite a febre amarela?

Daniele confirmou que o macaco não transmite a febre amarela e ressaltou que a doença não é contagiosa. Segundo a gerente, a única forma de transmissão é pela picada do mosquito infectado.

“Por isso orientamos que quem não vai tomar vacina para febre amarela, use bastante repelente, mosquiteiros e é preciso que as pessoas saibam que o macaco não transmite a doença. O primata pode se contaminar com o vírus, exercendo o papel de hospedeiros”, destacou Castanha.

Quem precisa tomar a vacina?

O Ministério da Saúde recomenda a vacinação em crianças a partir de 9 meses de idade (6 meses em áreas endêmicas) e pessoas que moram próximo a áreas de risco. É necessário tomar a vacina 10 dias antes da viagem.

Quem não deve tomar a vacina?

Crianças com menos de 6 meses não devem tomar a vacina sob hipótese nenhuma. Mães que estão amamentando crianças nessa idade também devem evitar se imunizar. Caso seja necessária a vacinação, o ideal é ficar dez dias sem amamentar o bebê. Em crianças entre 6 e 9 meses de idade, a vacinação só deverá ser realizada mediante indicação médica. A mesma recomendação vale para gestantes. Pacientes imunodeprimidos, como pessoas em tratamento quimioterápico, radioterápico, com aids ou que tomam corticoides em doses elevadas e pessoas com alergia grave a ovo também não devem se vacinar.

Quais são os sintomas da febre amarela?

Cerca de 35% das pessoas infectadas apresentam sintomas semelhantes aos de um resfriado, como dor de cabeça, febre, perda de apetite e dores musculares, três dias depois de terem sido picadas pelo mosquito. Após essa fase, 35% desenvolverão a forma grave da doença, com sintomas severos, como dor abdominal, falta de ar, vômito e urina escura. O restante não apresenta sintomas.