Assessoria F24c1afa ef7f 4eee bae2 63be28d7c65e prefeito fará mais uma palestra em evento do TCE

O prefeito de Palmeira dos Índios, Júlio Cezar (PSB), foi convidado pelo Tribunal de Contas do Estado de Alagoas (TCE/AL) para dar uma palestra no projeto “Escola de Contas Conversando com o Gestor”, que será realizado nesta terça-feira (23), às 9 da manhã, no Hotel Praia Dourada, em Maragogi. O projeto é uma iniciativa da Escola de Contas Públicas do TCE, que visa fortalecer parcerias e a aproximação com os gestores de Alagoas.

Esta é a terceira vez que o prefeito é convidado para este evento como palestrante. A primeira vez aconteceu em Palmeira dos Índios no dia 22 de setembro, e a segunda no dia 6 de novembro em Maceió, onde apresentou a palestra “Vencendo as Dificuldades e Administrando em Tempos de Crise”, que teve mediação de Daniel Bernardes diretor da Escola de Contas do TCE-AL e Pedro Oliveira presidente do Instituto Cidadão.

O conselheiro e diretor geral da Escola de Contas Públicas Otávio Lessa disse que o projeto foi apresentado pela primeira vez em Palmeira dos Índios.

“O primeiro foi em Palmeira, já fizemos também em Maceió amanhã será a vez de Maragogi. Temos que atender o estado inteiro, mas o prefeito Júlio saiu na frente, e Palmeira foi o município que fez a primeira legislação de controle interno do Estado de Alagoas, aprovada pela Câmara Municipal. Então, tínhamos que prestigiar exatamente tudo isso. E o controle interno serve para que se tenha uma gestão boa e com o menor número de problemas durante a administração, por isso fazemos questão de convidar Júlio para passar sua experiência para os outros gestores”, explicou Otávio Lessa.

Em sua palestra o prefeito Júlio Cezar conta como vem vencendo as dificuldades e administrando o município em tempos de crise.  

“É com um enorme prazer que recebo, pela terceira vez, o convite do TCE para contar como estamos vencendo as nossas dificuldades administrativas. Tivemos que administrar um cenário de horror. O município endividado, no Cauc, salários atrasados, servidores desmotivados, UPA fechada, postos de saúde, escolas, todos sucateados. Era um caos total. Criamos um controle interno e negociamos as dívidas. Construímos uma boa relação com a bancada federal, tiramos Palmeira da lista de devedores e passamos a receber recursos federais. Tudo com criatividade, empreendedorismo e transparência”, contou o prefeito.