89235574 0603 4506 81de e18f1024482f

Pacientes em tratamento contra o câncer assistidos pelo Complexo Hospitalar Manoel André (Chama) já podem voltar ao hospital localizado em Arapiraca, a segunda cidade mais importante de Alagoas.

Surpreendidas com a suspensão do serviço ofertado pelo setor de Oncologia do Chama na última sexta-feira (12), as pessoas que dependem do tratamento ofertado na unidade de saúde já podem retomar o tratamento que foi interrompido por falta de repasse financeiro ao hospital.

A volta da assistência foi comunicada na tarde desta segunda-feira (15) por meio de nota oficial emitida pelo Chama.

No texto passado ao portal, a unidade de saúde informa, de forma sucinta, o “retorno das atividades” do setor de Oncologia (Quimioterapia, Radiologia e Cirurgias Oncológicas) por conta da programação da regularização dos repasses financeiros por parte das secretarias de saúde municipal e estadual.

Na mesma nota, o Chama agradece o “esforço e a participação” do promotor de justiça Alberto Tenório, do vice-governador Luciano Barbosa, do prefeito Rogério Teófilo e da secretaria municipal de saúde Aurélia Fernandes, além de representantes dos conselhos estadual e municipal de saúde.

O Ministério Público Estadual também divulgou públicação sobre o caso discutido em audiência convocada pela instituição que informa a mediação do impasse, especificando os compromissos assumidos por prefeitura e governo estadual.

“O secretário (de Estado da Saúde) Christian (Teixeira) informou que, no momento fica impossível fazer o repasse que corresponde a 70% do valor total do débito, por conta do Siafem que ainda está fechado, mas sugeriu efetuar o pagamento em três parcelas, sendo a primeira transferência no início de fevereiro. Já o prefeito se comprometeu em pagar a sua parte até a próxima quinta-feira, abatendo o valor já repassado”, explica o promotor de Justiça Alberto Tenório Vieira na divulgação do MPE/AL.

https://pix.7segundos.com.br/?tid=102469&tt=noticias&h=b52c6911e23e34bb9dd1e2fa76cb02ef43edfa2d